Nuno Almeida foi ameaçado de morte

Árbitro do V. Guimarães-Benfica fez queixa e entrou escoltado

Viatura da PSP em Guimarães

O árbitro do encontro, Nuno Almeida, recebeu ameaças de morte na véspera do jogo entre o V. Guimarães e o Benfica, uma situação que o levou a apresentar queixa na Polícia de Segurança Pública (PSP) e, posteriormente, na Polícia Judiciária, antes de viajar até ao Minho, onde chegou com os seus assistentes, devidamente escoltado por uma viatura policial descaracterizada.

Face a todas as polémicas que têm rodeado o futebol português, as autoridades levaram as ameaças muito a sério, e destacaram três membros do corpo de segurança pessoal da PSP para acompanharem o juiz de campo nesta deslocação. Refira-se que Nuno Almeida é advogado, um pormenor que acabou por agilizar todo o processo, pois o árbitro sabia todos os passos que teria de dar para assegurar a sua segurança e a da sua família, já que enquanto esteve ausente o jurista teve a garantia que esteve uma patrulha junto dos seus familiares mais próximos.

Este procedimento foi repetido com Artur Soares Dias, que apitou o P. Ferreira-FC Porto, e será também realizado junto de Bruno Esteves, o árbitro designado para dirigir o Sporting-Feirense que se vai disputar, hoje, no Estádio José Alvalade. Aliás, estas medidas vão continuar a ser adotadas em todos os jogos considerados de alto risco, ou quando estiverem envolvidas equipas que possam originar quaisquer cuidados em relação à segurança das equipas de arbitragem.

44
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.