Processo a ex-árbitro Marco Ferreira 'chutado' para o Conselho de Justiça

Conselho de Disciplina diz-se incompetente para decidir sobre as acusações a Vítor Pereira

• Foto: Hélder Santos

O processo de inquérito aberto na sequência das acusações do ex-árbitro Marco Ferreira [atual colunista de Record] a Vìtor Pereira, antigo presidente do Conselho de Arbitragem, foi enviado para o Conselho de Justiça (CJ), depois de o Conselho de Disciplina (CD) se ter declarado "incompetente" para decidir sobre o tema.

A 5 de julho do ano passado, o antigo internacional madeirense revelou em entrevista à RTP que Vítor Pereira lhe ligou por duas vezes antes de um Rio Ave-Benfica a avisá-lo que "o jogo tem de correr bem porque há um clássico no mês seguinte". "Se isto é mais grave ou não do que os clubes fazem...", referiu.

Ora, perante estas declarações, foi aberto um processo de inquérito. Ao fim de quase um ano e meio, a Comissão de Instrutores da Liga é "estatutária e regulamentarmente incompetente para dirigir este processo de inquérito", acontecendo o mesmo ao CD.

Por isso, decidiu-se a extração de certidão dos autos e do acórdão, sendo este remetidos para o Conselho de Justiça "para os estatutários e regulamentares efeitos disciplinares".

Por Sérgio Krithinas
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.