Sonho de apitar

APAF deseja sensibilizar jovens para a profissão mas também recrutar árbitros para o futuro

• Foto: Miguel Barreira

A APAF pretende recrutar 200 novos árbitros junto de instituições de acolhimento e ontem houve lugar a mais uma etapa do programa ‘Arbitragem no Bairro’, onde a "sensibilização" dos jovens em relação à classe é o principal objetivo. Depois, o caminho poderá ser o da profissionalização.

"Queremos dar-lhes uma oportunidade neste mundo, que pode ser um trabalho como outro qualquer. O desporto acontece nas ruas e nos bairros . Seria fundamental termos aqui uma porta de recrutamento", reiterou a Record Nuno Mendes , diretor do organismo. Numa aula prática na Musgueira, o antigo árbitro mostrou a jovens entre os 14 e os 25 anos em pequenas ações as dificuldades que juízes encontram dentro de um campo de futebol ou futsal.

O feedback foi o melhor, até pelo contentamento demonstrado pelos alunos. Luís Marques, que passou pelo futebol de rua, já não tem dúvidas. "Escolhi ser árbitro", vincou. "Sempre quis conhecer o outro lado. Já disse à APAF que isto é para levar para a frente. Espero um dia chegar ao futebol profissional", assumiu.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.