Record

UEFA considera essencial haver "consistência e uniformidade" no uso do VAR

Roberto Rosetti diz que o objetivo é "evitar erros claros"

• Foto: Getty Images
O responsável de arbitragem da UEFA, o italiano Roberto Rosetti, considerou esta sexta-feira essencial haver "consistência e uniformidade" na formação dos árbitros na utilização do videoárbitro (VAR) na próxima edição da Liga dos Campeões.

"Este projeto precisa de tempo, preparação e muito trabalho. É um projeto importante, não só para os árbitros, mas para o futebol europeu. O objetivo é evitar erros claros, com a prévia preparação para poder ajudá-los a tomar as decisões certas", salientou Rosetti, no final do segundo curso da UEFA para os árbitros sobre a implementação do VAR, nas instalações da Federação Espanhola, em Madrid.

Os árbitros participaram em sessões de simulação, envolvendo gravações de partidas, avaliações na prática e comunicação com o árbitro e com o VAR.

"Hoje em dia todos podemos rever os incidentes na televisão ou no nosso telefone. A única pessoa que não pode fazer erros é o árbitro e ele é o único que tem que tomar a decisão. Nós temos que ajudá-lo a tomar as decisões certas", avisou.

Neste curso, participaram 24 árbitros de 21 nacionalidades.

O Comité Executivo da UEFA decidiu em setembro introduzir o uso do VAR na Supertaça Europeia de 2019 e na próxima edição da Liga dos Campeões e planeia usar também nas fases finais do Euro2020 e da Liga das Nações de 2021.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

M