Vídeo-árbitro custa pouco mais de um minuto por jogo

Houve exatamente 100 lances alvo de revisão na Liga

• Foto: Vítor Chi

Com a época de estreia do vídeo-árbitro em Portugal a chegar ao fim – ainda falta a final da Taça de Portugal feminina e a final do Campeonato de Portugal –, os números mostram que a tecnologia só ‘custou’ cerca de um minuto por jogo. De acordo com os dados apresentados pela Federação Portuguesa de Futebol, o VAR foi utilizado durante 350 minutos ao longo das 306 partidas da Liga, resultando numa média de um minuto e 14 segundos por jogo, isto se contabilizarmos o tempo de descontos dado. Desses 350, 162 foram dedicados a ‘checks’, 94 a revisões e 94 ao visionamento das imagens no relvado pelos árbitros principais.

Ao todo, contam-se 1.869 jogadas (914 golos, 457 lances de vermelho, 488 penáltis e 10 situações de identificação errada de jogador) que foram analisadas de alguma forma, mesmo que isso possa ter acontecido de forma silenciosa por parte do vídeo-árbitro de serviço, sem comunicar com o juiz de campo. Já os lances revistos pelo VAR e comunicados ao árbitro principal foram exatamente 100. Neste caso, falamos de 44 golos, 17 lances de expulsão, 36 penáltis e 3 identificações erradas.

A taxa de reversão nestas revisões acabou por alta, com os árbitros a mudarem de decisão 76 vezes, mantendo o juízo feito inicialmente nas outras 24 ocasiões. Outro dado curioso prende-se com o facto de os árbitros de campo terem recorrido ao visionamento das imagens em pleno relvado em 68 destes 100 lances revistos com recurso ao VAR. Contas feitas, houve uma revisão a cada três jogos e uma reversão a cada quatro.

Muitas horas dedicadas

O investimento no vídeo-árbitro cifra-se também nas horas gastas em formação. Segundo a FPF, 506 horas foram dedicadas a sessões de trabalho nos pólos profissionais, sendo que 337 foram de treino geral para os árbitros e outras 169 de trabalho específico no que diz respeito ao VAR.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.