2016 é um ano para a história

Recorde os maiores feitos do futebol nacional

O ano de 2016 está a ser um ano fantástico para a Federação Portuguesa de Futebol. Desde o futebol masculino ao feminino, passando pelas camadas jovens, o futebol de praia e o futsal também ajudaram à festa neste ano dourado que ainda não terminou.

O expoente máximo terá de ser atribuído à conquista histórica da Seleção Nacional do Euro'2016. Em França, a formação orientada por Fernando Santos não partiu como favorita e, após um arranque pouco promissor de competição, só saiu da capital gaulesa com o troféu inédito para o desporto rei, em julho.

No setor masculino, a seleção de Sub-17 liderada por Hélio Sousa também foi campeã europeia, depois de conquistar o troféu no Azerbaijão, após um triunfo dramático nos penáltis frente à Espanha. A prova decorreu em maio.

Também a formação Sub-19 orientada por Emílio Peixe realizou uma boa prestação no Europeu da categoria. Na Alemanha, a equipa portuguesa chegou às meias-finais, perdendo com a França por 3-1, em julho.

A seleção de Sub-21 de Rui Jorge realizou uma campanha fantástica rumo ao Europeu da categoria do próximo ano na Polónia. No derradeiro duelo da qualificação para a prova, Rui Jorge guiou a equipa ao 30.º jogo consecutivo sem derrotas. A última vez que os Sub-21 foram derrotados foi há cinco anos (2011), em Khimki, na Rússia. Segue-se agora a presença no Europeu do próximo ano, a disputar na Polónia, onde Portugal entrará com o estatuto de vicecampeão.

No Rio de Janeiro, a seleção olímpica comandada também por Rui Jorge passou a fase de grupos e caiu nos quartos-de-final, diante da Alemanha em agosto, naquela que foi apenas a 4.ª participação de Portugal no torneio de futebol olímpico.

Nesta terça-feira, a Seleção Nacional feminina alcançou o apuramento histórico e inédito para a fase final do Euro'2017. Depois do nulo em Portugal, a equipa de Francisco Neto empatou (1-1) na Roménia e escreveu um momento único na história do futebol feminino. Vai agora estar presente pela primeira vez na fase final de Europeu, que se realiza na Holanda, entre 16 de julho e 6 de agosto. Ainda no setor feminino, a equipa sub-19 orientada por Susana Cova garantiu este mês um lugar na Ronda de Elite de apuramento para o Europeu da categoria, como um dos dez melhores 2.º classificados desta fase. 

Nas areias, Portugal também esteve em destaque. No ano seguinte à conquista do Mundial, a seleção de futebol de praia qualificou-se para o Mundial'2017 e arrecadou a Supertaça Europeia, em Belgrado, numa época em que Madjer marcou o golo 1.000 da carreira pela seleção das quinas, liderada por Mário Narciso.

No futsal, a seleção treinada por Jorge Braz teve uma participação interessante no Mundial da Colômbia. Com Ricardinho a ser o melhor marcador da competição, Portugal chegou às meias-finais, onde perdeu com a Argentina. A seleção nacional terminaria no 4.º posto da competição. No início do ano, a seleção tinha participado no Europeu na Sérvia, tendo caído nos quartos-de-final frente à Espanha.

Para terminar, Portugal lidera o troféu Maurice Burlaz, prémio criado pela UEFA com o objetivo de distinguir os resultados das seleções jovens masculinas de futebol a cada dois anos. Esta classificação tem apenas em conta as participações em fases finais de Campeonatos da Europa de sub-19 e sub-17, categorias onde Portugal teve bom desempenho.

Por Diogo Jesus
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.