Desporto profissional vai ter público

Recintos a um terço da capacidade após dia 28

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, revelou ontem que "o Governo está a trabalhar com o sector do Desporto" para a retoma do público nos recintos, sob indicações da Direção-Geral da Saúde (DGS).

"Para que a retoma possa acontecer, com eficácia, eficiência e com público que tanto ama o Desporto", disse o ministro, em Lisboa. As declarações foram feitas à margem da abertura do seminário em inovação no desporto promovido pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, cuja sessão de encerramento terá hoje (13h), a presença de João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto,

Brandão Rodrigues relembrou as regras em vigor para as modalidades amadoras e escalões de formação, que podem, agora, ter 33% da lotação dos recintos, ficando as provas fora dos espaços desportivos sujeitas a regras a definir pela DGS.

Em eventos de natureza cultural ou desportiva, a DGS recomenda a testagem sempre que o número de participantes/espetadores seja superior a mil ou a 500, respetivamente em ambiente aberto ou fechado. "É medida complementar para mitigar todo e qualquer perigo de propagação da doença", esclareceu Brandão Rodrigues.

Depois de dia 28, o Governo quer equiparar as regras das modalidades amadoras às competições profissionais, que passarão a ter público, sempre com o número de espectadores a não poder ultrapassar um terço da lotação dos recintos.

Por Rafael Godinho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.