FPF aposta nas bases

Federação fecha 2017/18 com resultado positivo e já tem gastos previstos para a próxima época

• Foto: Paulo Calado

É com um resultado positivo de 4,9 milhões de euros que a Federação Portuguesa de Futebol vai fechar 2017/18, mas Record olha já para o investimento que vai ser feito na próxima temporada. As previsões são de receitas de 70,7 milhões e despesas de 69,8 milhões, com destaque para a aposta nas seleções jovens, no futebol feminino e também no futsal, enquanto o investimento diminui na seleção principal, fruto de não haver uma grande competição.

Comparando com 2016/17, a última época sem a tal prova internacional da Seleção A (só a Taça das Confederações), o gasto total com seleções será de 16 milhões de euros, sendo que os sub-21 registam um aumento de 10%, para 1,4 milhões. Já as seleções jovens masculinas passam de 1,7 para 2,6 milhões, enquanto as seleções femininas têm o maior aumento percentual: 100%, de 1,3 para 2,6 milhões. A aposta no futsal cresce de 878 mil euros, para 1,4 milhões.

Já o novo campeonato nacional sub-23 representa um investimento de um milhão de euros, sendo que essa competição, as de futsal e novas provas regionais de futebol feminino elevam os gastos em provas da FPF para 7 milhões.

Diga-se que esta época teve mais lucro devido à mais-valia contabilística da venda do edifício da antiga sede (ronda os 4 milhões), mas 2018/19 deverá trazer um resultado positivo de 927 mil euros, também fruto do aumento de receitas nos contratos de TV com a UEFA, na publicidade e em patrocínios.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0