Hermínio Loureiro admite deixar Federação

Vice-presidente envolvido no caso 'Ajuste de contas'

• Foto: Luís Manuel Neves

O vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Hermínio Loureiro, informou ontem a direção daquele organismo que, caso venha a ser acusado de algum crime, renunciará de imediato ao mandato referente ao cargo que ali ocupa.

A decisão foi tomada de ‘motu proprio’ pelo dirigente federativo e transmitida ao presidente Fernando Gomes e restantes elementos da direção durante a habitual reunião mensal do executivo. A atitude foi interpretada como um "ato de desprendimento", de acordo com fonte próxima de Hermínio Loureiro.

O ‘vice’ da FPF é um dos arguidos no processo ‘Ajuste de Contas’, estando indiciado por dois crimes de corrupção, cinco de prevaricação, um de tráfico de influência e outro de posse de arma. Estes indícios, que ainda não se transformaram em acusações, nada têm a ver com a sua atividade na FPF, nem com os cargos de vice-presidente da Liga de Clubes e do Comité Olímpico.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0