Jorge Jesus condecorado: «Daqui a 50 anos vão lembrar-se que foi um português que ganhou a Libertadores»

Treinador recebe a Ordem do Infante D. Henrique

A carregar o vídeo ...
Um momento para mais tarde recordar: Jesus condecorado pelo Presidente da República

18h03 - Jorge Jesus abandona agora a residência oficial do Presidente da República.

18h02 - Júlio César sobre desmaio na bancada na final da Libertadores: "Perdi um pouco a noção de onde estava, devido ao momento emotivo que era, mas passou logo."

17h56 - Termina assim a cerimónia no Palácio de Belém. À saída, quer Pedro Proença, quer Fernando Gomes deixaram palavras elogiosas para Jorge Jesus.

17h54 - "Quando saí, pensava que regressava mais rápido. Hoje, não digo que não regresso, mas está mais difícil", concluiu Jorge Jesus perante os jornalistas no Palácio de Belém.

17h53 - "O futebol português tem um caminho lindo para percorrer. Porque somos 10 milhões, mas existe uma enorme riqueza nos métodos de treino e nos jogadores produzidos. Tem de haver uma valorização do produto, mas pelo futebol praticado. Ainda se pensa que se pode ganhar fora do campo e isso tem de acabar", referiu.

17h51 - "Também convidei o presidente do FC Porto a estar aqui. Não pode estar, não só porque fez ontem anos, mas porque também está doente. Tem de haver rivalidades, mas há o caminho do futebol para seguir. Em Portugal temos um futebol bonito e uns adeptos apaixonados e nestes dois anos fora, tive momentos em que pensei nisso, que é um caminho novo para o futebol português", indicou.

17h50 - "Temos mais seis meses de contrato e estamos felizes pelo sucesso alcançado com o clube e no país. Há muito carinho por nós e isso vai influenciar muito mais as minhas decisões, do que qualquer aspeto financeiro", garantiu. 

17h48 - Sobre a presença dos presidentes de três clube portugueses: "Neste percurso há que reconhecer quem nos ajudou e quis associar esta minha condecoração a eles, porque sem eles, hoje talvez não estaria aqui", ressalvou.

17h47 - "A importância do povo português se associar e partilhar as vitórias do Flamengo, principalmente, nas competições internacionais, como foi o caso da Libertadores e do Mundial de Clubes. Essa vitória, para mim, é a mais importante. Ver os portugueses em conjunto a apoiarem um treinador português", afirmou.

17h46 - Jorge Jesus responde às perguntas dos jornalistas, no Palácio de Belém. "O Infante D. Henrique nunca foi um navegador, foi um estratega e é um papel que se assemelha ao de um treinador", referiu.

17h45 - Treinador vai cumprimentando os presentes, com fortes abraços a Fernando Gomes, Luís Filipe Vieira, Otávio Machado, António Salvador e Frederico Varandas.

17h41 - Jorge Jesus já é comendador. Estão a ser tiradas as fotografias habituais, com todos os convidados presentes.

17h39 - "Para mim, esta condecoração vai para além do futebol. Porque eu senti isso no Flamengo. Para além de estar a representar um clube, estava a representar o meu país e por isso, quando subi ao pódio me lembrei logo de levar a bandeira de Portugal às costas", concluiu Jorge Jesus.

17h37 - "Esta ligação histórica entre Portugal e o Brasil, daqui a cinquenta anos, já não estarei cá [risos], vão lembrar-se lá que foi um português que conquistou a Libertadores e o Brasileirão", destacou.

17h35 - Jorge Jesus inicia o seu discurso: "É com orgulho que recebo esta condecoração. Sei o significado dela, sei bem quem é o Infante D. Henrique, porque todos os dias no Brasil tinha de atravessar a Avenida Infante D. Henrique. São dois países ligados pela história e culturalmente", salientou o técnico

17h34 - Termina o discurso de Marcelo Rebelo de Sousa e segue a respetiva condecoração de Jorge Jesus. O Presidente da República coloca as insignias em Jorge Jesus que esboça um enorme sorriso.

17h32 - "Jorge Jesus contribuiu e contribui para projetar o prestígio de Portugal, no mundo do desporto, mas em geral em termos sociais e isto num país que nos é muito querido. O que dá uma densidade enorme, porque sabemos bem que há uma grande quantidade de portugueses a viver no Brasil e que é o país onde é mais falada a nossa língua e isto tem de ser relevado. Esta é uma condecoração pensada para a projeção de Portugal no Mundo, tal como fez o Infante D. Henrique", destacou Marcelo Rebelo de Sousa.

17h30 - "Uma das tradições desta casa é a condecoração de treinadores de futebol que se destacam pelo seu trabalho. A segunda tradição é os condecorados receberem as insignias pelo mérito conquistado e que elevam o nome de Portugal. No caso Jorge Jesus, para além da carreira conhecida, interna e externa, temos a condução à vitória de um clube de uma competição Continental, de prestígio mundial e, como consequência, disso a presença na final do Mundial de Clubes", sublinhou o Presidente da República.

17h28 - Marcelo Rebelo de Sousa já está na sala e vai discursar.

17h26 - Entram os cerca de 30 convidados na sala, enquanto se aguarda pelo Presidente da República.

17h25 - Jorge Jesus, juntamente com a família, já aguarda a chegada de Marcelo Rebelo de Sousa.

17h22 - Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) também já se encontra no Palácio de Belém, assim como Frederico Varandas, presidente do Sporting.

17h13 - Jorge Jesus já está no Palácio de Belém. Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, também já está na residência oficial do Presidente da República, assim como António Salvador, presidente do Sp. Braga, e Pedro Proença, presidente da Liga Portugal.

17h06 - De acordo com o 'Correio da Manhã', Luís Filipe Vieira e Frederico Varandas vão estar presentes na condecoração de Jorge Jesus no Palácio de Belém.

Jorge Jesus vai ser condecorado esta segunda-feira com a Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República, pelos resultados alcançados, tanto no Brasil, ao serviço do Flamengo, como em Portugal. A cerimónia irá realizar-se às 17h30, no Palácio de Belém, em Lisboa.

A decisão do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, de condecorar o antigo treinador do Benfica e do Sporting foi divulgada no dia 21, logo após terminar a final do campeonato de mundo de clubes, em que o Flamengo perdeu com o Liverpool por 1-0 no prolongamento.

"O Presidente da República decidiu condecorar Jorge Jesus com a Ordem do Infante Dom Henrique, pelo prestígio que o seu trabalho como treinador lhe granjeou, bem como a Portugal. Depois de importantes vitórias em Portugal, Jorge Jesus afirmou-se também no estrangeiro e, em particular no Brasil e na América Latina, com a vitória do Flamengo no 'Brasileirão' e na Taça dos Libertadores", lia-se numa nota publicada no site da Presidência da República.

Jorge Jesus, era referido, é agraciado "como o foram no passado outros treinadores portugueses de grande destaque e, nomeadamente, que também ganharam grandes títulos internacionais".

Segundo a informação disponível no 'site' da Presidência da República a Ordem do Infante D. Henrique destina-se a distinguir quem prestou "serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores".

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.