Sociedade de César Boaventura e ligações a Vieira na mira de Rui Pinto

'Hacker' deu detalhes da forma como a GIC Corporation foi criada e utilizada

• Foto: David Cabral Santos

Numa publicação na rede social Twitter, Rui Pinto deu conta do processo que levou à criação da GIC Corporation SA, uma sociedade que, no entender do 'hacker', "foi utilizada por César Boaventura na elaboração de um conjunto de contratos que envolveu as SAD do Benfica e do Atlético CP."

Rui Pinto lembra ainda que a mesma sociedade foi utilizada para adquirir metade do passe de Mika ao Benfica - "uma negociação realizada por César Boaventura directamente com Luís Filipe Vieira, e que se traduziu numa cedência a custo zero" -, tendo posteriormente cedido esses mesmos direitos "para a esfera da Splendivedeta Unipessoal Lda, constituída em 12 de junho do mesmo ano, e detida a 100% por César Boaventura. Sociedade entretanto dissolvida e liquidada em fevereiro deste ano."

A GIC Corporation SA terá sido registada "por uma empresa gestora de offshores liderada por Reto Scherraus-Fenkart, cônsul honorário da Suíça em São Tomé e Príncipe, e com fortes ligações a Portugal, e por Ana Lucas, alegada notária Portuguesa". A finalizar, uma denúncia: "O grau de opacidade da GIC é tal, que 8 anos depois da sua constituição, ainda não tinha sido comunicada à Administração Fiscal o inicio da actividade, não foi apresentada qualquer declaração de rendimentos, e nunca foi efectuado qualquer pagamento dos impostos devidos."

Por Record
20
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Football Leaks

Notícias

Notícias Mais Vistas