Bruno Torres diz que seleção de futebol de praia tem responsabilidade elevada

Equipa portuguesa concentrada para dois jogos particulares com o Brasil

Bruno Torres admite 'ansiedade' pelo arranque do Mundial
Bruno Torres admite 'ansiedade' pelo arranque do Mundial • Foto: SE Record

O jogador da seleção portuguesa de futebol de praia Bruno Torres afirmou esta terça-feira que um ano de 2019 repleto de conquistas aumentou a responsabilidade da equipa das quinas, mas apontou à revalidação de todos os títulos.

Em declarações à Lusa, Bruno Torres frisou que "trabalhar em cima de conquistas é sempre mais motivante", referindo-se às conquistas da seleção nos Jogos Europeus, em junho, na Liga Europeia, em setembro, e no Mundial, em dezembro, a que se junta a mais recente vitória no Mundialito de clubes, há nove dias, ao serviço do Sporting de Braga.

"Obviamente que a responsabilidade acresce, mas felizmente estamos habituados a lidar com isso. Já não é a primeira vez que temos épocas recheadas de conquistas e com certeza tudo iremos fazer para revalidar cada uma delas", sublinhou.

Apesar de o internacional português Madjer, eleito cinco vezes melhor jogador mundial de futebol de praia, ter colocado um ponto final na carreira, tendo assumido o cargo de coordenador para a modalidade da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), a equipa das quinas, pelos vários títulos conquistados, é um 'alvo a abater', assegurou Bruno Torres.

"Sendo nós os atuais campeões do mundo e campeões europeus, obviamente que todos querem ocupar o nosso lugar. Teremos que, basicamente, fazer o mesmo de sempre, que é trabalhar com muita seriedade e empenho", ressalvou.

A seleção portuguesa concentrou-se esta terça-feira no Estádio Universitário, em Lisboa, com vista aos dois encontros particulares a realizar no Brasil, diante da congénere canarinha, com Bruno Torres a considerar os jogos como bons testes de preparação para a próxima temporada e para aumentar os índices físicos.

"Essencialmente, começar a época de uma forma mais prazerosa, com dois jogos que acabam por ser o clássico dos clássicos, como se costuma dizer, numa altura em que estamos a iniciar a época e em que os nossos índices físicos não serão os melhores, mas que servirá exatamente para os elevar e para nos prepararmos para a próxima época", analisou.

A comitiva portuguesa parte para o Brasil na quarta-feira de manhã, em direção a São Paulo, onde Portugal e Brasil se defrontam em 29 de fevereiro e voltam a encontrar-se em 1 de março, com as duas partidas a terem início às 13h00 (hora portuguesa).

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol de Praia

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.