Diana Gomes relata aventura no futebol: «A minha mãe achava que eu era maluca»

Defesa do Sp. Braga lembra infância em que se atirava para o chão para simular faltas e fazia relatos das suas ações

• Foto: Site SC Braga

Diana Gomes, de 21 anos, é um dos esteios da equipa feminina do Sp. Braga, atualmente classificada na 3.ª posição do campeonato nacional, atrás de Benfica e Sporting. Esta é a sua terceira época ao serviço dos minhotos, depois de anos ligados ao Valadares Gaia e Freamunde.

Mas tudo começou na "barriga da mãe". "Ser jogadora de futebol era um sonho desde a barriga da minha mãe. Comecei a jogar com os meus irmãos e amigos e tinha o hábito de jogar futebol na varanda de minha casa. Um senhor passava lá todos os dias a pé e via-me aos pontapés na bola e, um dia, pediu à minha mãe para eu ir jogar futebol para o Citânia de Sanfins com os rapazes. Passado algum tempo, os meus pais chegaram à conclusão que devia ir experimentar e lá fui eu", conta, em declarações ao site do Sp. Braga.

"Quando era criança, lembro-me de fazer das minhas meias caneleiras, de fazer fintas sem nenhum obstáculo, de me atirar para o chão a simular faltas e ao mesmo tempo relatava as minhas ações. A minha mãe achava que era maluca, mas eu só lhe dizia: ‘mãe, vou ser jogadora de futebol’", acrescenta.

A sua vontade de dar pontapés numa bola fez com que começasse a praticar a modalidade... mas não entre outras meninas da sua idade. "Os rapazes tinham muito respeito por mim. Nos jogos, os rapazes davam-me prioridade tanto para me equipar, como para tomar banho no final. Adorei começar a jogar com rapazes, para além de desenvolver muito mais rápido o meu futebol, foi fundamental para crescer a nível pessoal", relata.

"Eu era mesmo uma princesa, defendiam-me sempre em todas as situações. Dentro de campo, quando me rasteiravam, eles iam logo a correr defender-me e diziam: ’tás maluco, é uma rapariga’", recorda ainda.

Diana Gomes encontrou o caminho para uma carreira de sucesso. Sagrou-se campeã nacional ao serviço do Sp. Braga na temporada passada e é internacional portuguesa, tendo sido chamada à última hora para o Euro 2017, devido a lesão de uma colega. 

"O melhor [momento da carreira] foi sem dúvida ter conquistado o Campeonato Nacional pelo Sp. Braga. O pior foi ter perdido a Taça de Portugal com aquele golo da Diana Silva tão perto do fim do encontro, é sem dúvida o pior momento da minha carreira desportiva", assinala Diana Gomes.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Feminino

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.