Megan Rapinoe: «Não podes ganhar um campeonato sem gays na tua equipa»

Jogadora dos Estados Unidos da América diz que isso "nunca aconteceu"

• Foto: Reuters

Megan Rapinoe, jogadora da seleção feminina dos Estados Unidos da América, mostrou-se orgulhosa por representar a comunidade homossexual no Campeonato do Mundo, depois de ter bisado no jogo com a França e colocado as norte-americanas na final da prova.

"Não podes ganhar um campeonato sem gays na tua equipa. Nunca aconteceu. É ciência", referiu a experiente jogadora de 33 anos.

"Sinto-me motivada por pessoas que lutam pelas mesmas coisas que eu. Recebo mais energia daí do que a tentar a alguém que está errado. Para mim, ser homossexual e fabulosa, durante o mês 'Pride' no Campeonato do Mundo, é fantástico", acrescentou Megan Rapinoe.

Recorde-se que Megan, recentemente, proferiu declarações polémicas ao recusar ir à Casa Branca mesmo se a equipa fosse convidada.

Capitã da seleção dos EUA visa Trump: «Não vou à porcaria da Casa Branca»

Por Luís Miroto Simões
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Feminino

Notícias

Notícias Mais Vistas