Megan Rapinoe: «Não somos tão respeitadas quanto o futebol masculino»

Capitã dos Estados Unidos critica marcação de três finais internacionais para domingo

• Foto: EPA

A capitã dos Estados Unidos, Megan Rapinoe, considerou uma falta de respeito da FIFA para com o futebol feminino a marcação no mesmo dia da final do Mundial'2019, dos jogos da Copa América e da Gold Cup.

"É uma ideia muito má ter três finais no mesmo dia. É a final de um Mundial [Estados Unidos-Holanda]. Não sei como é que isso aconteceu, parece-me inacreditável. Não me parece que sejamos respeitadas tanto quanto o futebol masculino", disse Rapinoe.

A futebolista comentou a situação que coloca a final do Mundial feminino no mesmo dia, no domingo, das finais masculinas da Copa América [Brasil-Peru] e da Gold Cup [já madrugada na Europa, entre México e Estados Unidos].

A final feminina entre as norte-americanas, três vezes campeãs mundiais, e as holandesas, campeãs europeias, está agendada para domingo em Lyon, às 17:00 locais (16:00 em Lisboa).

Entretanto, o organismo do futebol mundial, a FIFA, contactada pela agência AFP, já disse que a calendarização das finais foi "objeto de consulta com todas as partes, a fim de minimizar potenciais conflitos de calendário".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Feminino

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.