Record

Miguel Santos: «O plantel do Sp. Braga está mais forte»

Treinador das guerreiras do Minho acredita que vai conquistar a Supertaça

O treinador da equipa feminina de futebol do Sp. Braga disse esta quarta-feira que a equipa está mais forte do que na época passada e mostrou ambição de vencer tudo, começando pela Supertaça, no domingo, diante do Sporting.

As minhotas, que vão tentar ganhar pela primeira vez ao Sporting, reforçaram-se esta época para quebrar a hegemonia leonina na modalidade.

"Sim, o plantel está mais forte, existiu alguma preocupação no aspeto da adaptação ao país de algumas jogadoras, mas o futebol, nos aspetos gerais, é semelhante em todo o lado, depois houve o natural processo de adaptação aos nossos aspetos específicos. Temos um Braga mais forte, mas este é o primeiro jogo do ano e a equipa ainda irá crescer", afirmou Miguel Santos, antes do treino de hoje no Campo da Ponte, em Braga.

O técnico diz que "as expectativas são as melhores" para a nova época.

"Queremos ganhar a Supertaça, ser campeões nacionais e estar de novo no Jamor e ganhar a Taça de Portugal, mas vamos fazer isto por fases. Primeiro é a Supertaça e o nosso foco está única e exclusivamente virado para aí", afirmou.

O treinador notou que uma vitória ou derrota no domingo, em Viseu, não dá pontos no campeonato, mas pode dar "moral", considerando que "as jogadoras vão crescer" se trouxerem o título.

Miguel Santos desvalorizou ainda o facto de o Sp. Braga ainda não ter conseguido vencer o Sporting, somando cinco derrotas e dois empates entre campeonato, Taça de Portugal e Supertaça, considerando que "não vai ser esse fator que vai desequilibrar".

"O histórico conta se, culturalmente, olharmos para isso com um impacto grande e nós não olhamos. O plantel foi reformulado, há jogadoras que têm zero nesse histórico, nunca jogaram com o Sporting, temos essa vantagem. As que já estão cá já limparam isso e partem com a folha em branco mentalmente", assegurou.

O treinador das minhotas disse esperar um Sporting com "as mesmas características da época passada".

"Foi buscar a central [sérvia] Damjanovic, que é esquerdina e que lhe garante maior capacidade na construção de jogo e nas diagonais, na linha avançada recebeu a Carolina [Mendes], uma jogadora experiente que conhece bem o campeonato português, mas de resto as dinâmicas são as mesmas", analisou.

A guarda-redes Rute Costa, de 24 anos, disse esperar um Sporting "com raça e qualidade", mas mostrou confiança na equipa bracarense.

"Queremos vencer todas as finais, esse tem de ser sempre o objetivo das jogadoras. A minha parte mental está ótima, muito boa mesma, o clube proporciona-nos condições excelentes, claro que as derrotas acabam por ter algum peso negativo, mas somos profissionais e temos de saber dar a volta a isso", referiu.

A defesa central brasileira Jana também retirou importância ao facto de o Braga ainda não ter vencido o Sporting e frisou a importância da conquista do título para o clube.

"Não nos podemos lembrar do que se passou, é passado, está enterrado, e a equipa está focada neste jogo. Cada jogo é um jogo e estamos confiantes, é mais um obstáculo e um desafio e precisamos desse título para o clube e para a cidade", sublinhou.

Segundo Jana, a equipa deve "manter a tranquilidade e a paciência" e ela "está preparada para isso, tem vindo a trabalhar bastante a parte psicológica".

Sporting, campeão nacional e vencedor da Taça, e Sp. Braga, vice-campeão e finalista vencido da prova rainha, disputam a Supertaça no domingo, a partir das 17h45, em Viseu.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Feminino

Alex Morgan e Carli Lloyd: Nos ‘States’ mandam elas

Nas terras do Tio Sam, quem leva a bola para casa são as mulheres. A seleção feminina é a melhor do Mundo, enquanto a masculina anda perdida. Alex Morgan e Carli Lloyd são as principais referências e contam tudo a Record
Notícias

Notícias Mais Vistas

M