Miguel Santos quer vencer Sporting para o Sp. Braga encurtar distâncias

Atuais campeãs nacionais ocupam a terceira posição, a cinco pontos das 'leoas'

• Foto: Luís Vieira

O treinador do Sp. Braga, Miguel Santos, frisou esta sexta-feira a importância de vencer o Sporting, no domingo, na 12.ª jornada da Liga de futebol feminino, para encurtar a distância para os dois primeiros classificados.

As bracarenses, atuais campeãs nacionais, ocupam a terceira posição, a cinco pontos do Sporting, segundo, e a oito do líder Benfica, pelo que o jogo de domingo pode ser decisivo para manter, ou não, a equipa minhota na luta pelo título.

"Todos os jogos são importantes para nos aproximarmos dos dois primeiros classificados. É óbvio que, à medida que isto caminha para o fim, o caráter decisivo dos jogos vai aumentando, mas não acho que seja uma final, nem para nós, nem para o Sporting. Mas é um jogo importante que queremos ganhar para mantermos a distância para o Benfica, ou encurtarmos, e ficar muito mais perto do Sporting", disse o treinador antes do treino matinal de hoje.

Na primeira volta, o Sporting venceu o Braga por 2-1, num jogo que Miguel Santos considera ter sido o melhor da sua equipa, em termos de exibição, desde que orienta as arsenalistas.

"O Sporting, desde aí, está mais forte, com mais ritmo, as jogadoras estão mais entrosadas, as ideias da treinadora estão mais enraizadas e estamos à espera de um Sporting a vir pressionar alto porque também precisa do resultado, a apostar nos lances de bola parada ofensivos e agressivo e compacto a defender", anteviu.

Para o técnico arsenalista, este jogo terá uma característica diferente dos últimos entre as duas equipas: "as duas querem a vitória e espero que isso dê mais um pouco de espetacularidade ao jogo".

O treinador considerou que a pausa no campeonato "foi boa" para a equipa "recarregar baterias", porque já acusava "algum desgaste não físico, mas emocional".

"Começámos a época a 17 de junho em virtude da pré-eliminatória da Liga dos Campeões e esta pausa permitiu-nos descansar e preparar este jogo com mais calma", disse.

Danisuka, lesionada, é ausência certa e Shade Pratt está em dúvida para o jogo com as leoas.

Miguel Santos confirmou a saída, por mútuo acordo, da avançada Sara Brasil e disse não estarem previstas mais saídas nem entradas.

Já a defesa lateral Ágata disse esperar "um jogo difícil entre duas grandes equipas".

Questionada sobre se, dada a distância pontual, o jogo de domingo será a última oportunidade para o Sporting de Braga se aproximar dos rivais, Ágata reconheceu que, "em caso de derrota, as contas ficam ainda mais difíceis", mas não que não olham para a tabela classificativa "como algo impossível".

"Claro que se nota a distância pontual, mas no futebol existem surpresas, não é uma modalidade constante, as contas fazem-se no final e, até lá, temos que acreditar que é possível", disse.

Ágata considerou que vencer o Sporting seria um forte tónico motivacional porque só pela exibição "não é suficiente", considerando importante serem "mais frias na finalização".

"Temos feito boas exibições e posto em prática um bom futebol, faltam apenas os golos", disse.

Ágata disse ainda não temerem nada no Sporting: "não temos nada a temer da outra equipa, temos que pensar que somos sempre as melhores e somos capazes de mais e melhor, por isso se há alguém que tem que temer é a outra parte".

O Sporting de Braga recebe o Sporting no domingo, a partir das 12h15, no Estádio 1.º de Maio, na 12.ª jornada da Liga de futebol feminino.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Feminino

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.