Record

Nuno Cristóvão: «Este jogo será uma finalíssima»

Treinador do Sporting recusa facilitar após desaire no encontro inaugural

• Foto: Luís Manuel Neves

O Sporting joga hoje (19h15, com transmissão na Sporting TV) a 2ª jornada da fase de qualificação para a Liga dos Campeões, frente ao Osijek, da Croácia, equipa anfitriã do Grupo 10. Após a derrota (2-3) na partida inaugural, frente às norueguesas do Avaldsnes, Nuno Cristóvão, técnico do Sporting, recusa atirar a toalha ao chão.

"Se o primeiro jogo era uma final, este será uma finalíssima. Não podemos pensar de maneira diferente", garante o treinador, em declarações ao site do Sporting. Nuno Cristóvão expressa ainda a intenção em conquistar a vitória. "De uma forma muito clara, só há um resultado que nos interessa se quisermos seguir em frente: ganhar", reitera o técnico da equipa bicampeã nacional.

Ainda assim, Nuno Cristóvão já vai fazendo contas ao apuramento para os 16 avos-de-final da prova, pois, com o desaire na 1ª jornada, o Sporting já não depende apenas de si para seguir em frente, pela primeira vez na sua história. "Ganhar contra o Osijek significa conquistar 3 pontos no Grupo 10 e no ranking de melhores segundos lugares. É importante as pessoas perceberem estas questões dos fatores de desempate", explica o treinador da formação de Alvalade, lembrando que também a diferença de golos pode ser determinante: "Estou convicto de que a equipa norueguesa será líder, daí que o resultado entre nós e o Osijek pode determinar o melhor segundo, sendo que a diferença de golos tem importância."

Recorde-se que passam à próxima fase os vencedores dos dez grupos de qualificação e os dois melhores segundos classificados, aos quais se juntam as 20 equipas automaticamente apuradas.

O técnico deixa ainda uma certeza para o jogo decisivo de hoje, que decorre na Croácia. "Não iremos fugir da nossa matriz", finaliza, confiante no desempenho da sua equipa.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Feminino

Alex Morgan e Carli Lloyd: Nos ‘States’ mandam elas

Nas terras do Tio Sam, quem leva a bola para casa são as mulheres. A seleção feminina é a melhor do Mundo, enquanto a masculina anda perdida. Alex Morgan e Carli Lloyd são as principais referências e contam tudo a Record
Notícias

Notícias Mais Vistas

M