Tribunal da Relação de Coimbra dá razão a António Albino em processo contra André Castro

Ações do presidente estavam suspensas após providência cautelar do ex-diretor desportivo

• Foto: Pedro Alves
O Tribunal da Relação de Coimbra revogou a decisão do Tribunal Judicial de Viseu de suspender as ações de António Albino, presidente do Ac. Viseu, na respetiva SAD após providência cautelar instaurada por André Castro.

O ex-diretor desportivo dos viseenses, que agora ocupa as mesmas funções no Leixões, alegava que os 51% do capital da sociedade desportiva pertencentes a António Albino eram, na verdade, sua pertença, através da empresa Sportivision, da qual era sócio com a mulher, Daniela Lima.

A decisão de 1ª instância foi assim anulada e ao recurso apresentado pelo dirigente máximo foi concedido provimento, tendo já sido realizada a "reconstituição da situação anterior com a entrega/restituição das ações ao requerido/apelante", conforme explica em comunicado o Ac. Viseu, citando o acórdão do tribunal com a data da última terça-feira.


Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ac. Viseu

Notícias

Notícias Mais Vistas