Zé Gomes: «Se até ganhássemos o jogo não era nada de outro mundo»

Treinador do Ac. Viseu realçou o caráter dos seus jogadores no duelo com o Feirense

• Foto: José Gageiro/Movephoto

Na conferencia de imprensa após o ponto conseguido em Santa Maria da Feira, Zé Gomes começou por sublinhar as dificuldades sentidas na primeira parte: "sabíamos que vínhamos à casa de um candidato à subida e que por isso ia ser um jogo difícil, como são todos, mas este ainda mais. Tínhamos uma estratégia bem trabalhada, bem montado e o que é certo é que na primeira parte o Feirense colocou-nos dificuldades com a largura dos laterias bem projetados. Não estávamos a conseguir sair, falhámos alguns passes e acabamos por sofrer o golo já em cima do apito do intervalo".

Sobre a segunda parte, o técnico falou sobre as correções realizadas e a entrada importante de Ayongo: "ao intervalo foram corrigidos os posicionamentos e depois entramos com uma dinâmica mais forte. Tivemos logo uma situação em que o [André] Carvalhas podia ter feito o golo e depois foi arriscar porque nós precisamos de pontos. Fomos tentar ser felizes. Meti o Ayongo junto com o Carter e ao metê-los juntos acabei por libertar também o Carter para dar mais movimentos de apoio e acabamos por fazer o golo. O Ayongo foi e é um jogador importante, como são todos, e a partir do momento que ele entrou mexeu com o jogo. A equipa também acreditou, começamos a ter oportunidades e, nesta segunda parte, até se ganhássemos o jogo, não era nada de outro mundo porque as melhores oportunidades foram do Académico. Valeu pelo empenho, pelo caráter e pela vontade que eles tem, do nunca desistir e é mais um ponto para somar na nossa caminhada".

"Infelizmente, o Fernando [Ferreira] ligou-me de manhã [dia 22]. Estava convocado e ia jogar a titular, mas, e deixo aqui também para o Fernando muita força, por motivos de doença de um familiar, disse-me que não estava em condições e eu disse-lhe «que isto era só um jogo de futebol e para ficar com a família» neste momento difícil. O grupo também lhe dedica, não a vitória, mas um empate com sabor a vitória. Dizer também que este empate se deve ao caráter que este grupo tem que é enorme", esclareceu Zé Gomes a ausência de Fernando Ferreira.

"Eles olharam para esta equipa técnica, que não sou só eu, e tenho de lhes dar os parabéns também porque trabalham muito. Apresentámos uma ideia de jogo, olhámos também para os jogadores que tínhamos, e temos jogadores com muita qualidade, eles aceitaram essa ideia e agora, em treino, em vídeo, em conversa, em desbloquear às vezes aqui [aponta para a cabeça], isto está a sair. Eles treinam bem, são dedicados e depois isto tudo ajuda com as vitórias. Eles vão acreditando mais naquilo que conseguem. E ao nível de aceitação de metodologias de treino foi fantástico porque eles estão a assimilar as coisas muito rápido, também porque tem de ser porque não temos tempo. Não podemos andar atrás. E isto tem sido assim: treino, treino e repetição e as coisas estão a sair felizmente", elogiou assim o grupo de trabalho Zé Gomes.

Por Filipe Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de AC Viseu

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.