Gala dos 50 anos da Final de 69 marcada por muita emoção

Académica assinala data comemorativa da Final da Taça de Portugal de 1969

Momentos de boas recordações, mas principalmente de muita emoção: assim foi a Gala dos 50 anos da Final da Taça de Portugal de 1969, cerimónia que juntou este sábado cerca de 250 pessoas no Estádio Cidade de Coimbra, que não quiseram perder a oportunidade de homenagear os jogadores que vestiram a camisola preta naquele jogo.

Ao som da Balada de Coimbra, de Carlos Paredes, e com a memória de Vasco Gervásio, Nene, Peres, Serafim e Vítor Campos ainda bem viva, os ex-jogadores Viegas, Marques, Rui Rodrigues, Vieira Nunes, José Belo, Mário Campos, Manuel António e Rocha, acompanhados pelo técnico na altura, Francisco Andrade, subiram ao palco, demasiado pequeno perante tão grande homenagem àqueles que, naquele ano, fizeram de um jogo, perdido para o Benfica, de Eusébio e companhia (1-2), "o maior comício contra o regime político existente". A Académica perdeu, é um facto, mas para muitos a ‘vitória da democracia’ já estava conquistada ainda antes do encontro iniciar.

Já depois de João Vasco Ribeiro, presidente da Assembleia-Geral dos estudantes, ter recordado outro momento histórico do passado da Académica, com a vitória na final da Taça de Portugal de 39, foram também entregues os Emblemas de Ouro e Prata aos sócios com 25 e 50 anos de ligação à Instituição, mas também de homenagear Jorge Condorcet, sócio número 1 dos estudantes que recebeu a distinção de Platina, pelos seus 75 anos de sócio da Briosa.

Na sua intervenção, Pedro Roxo, presidente da Direção da Briosa, lembrou o passado como exemplo para o futuro. "A Académica tem de ter memória. Hoje é um dia muito especial, no qual homenageámos quem ajudou a fazer desta instituição algo único no país e no mundo. As equipas de 29 e 69 estarão para sempre na história da instituição e representam um legado perfeito para o futuro que queremos. É sempre uma grande honra quando entregamos os emblemas de 25 e de 50 anos de sócio. Mas hoje reconhecemos com toda a justiça o nosso sócio mais antigo, Jorge Condorcet, que recebeu pela primeira vez na História do nosso clube o emblema de platina referente a 75 anos de filiação. Diz-se muitas vezes que os sócios e os adeptos são o 12.º jogador. Deixem-me que vos diga que, para nós, fizeram e farão sempre parte do nosso onze", sublinhou o presidente dos estudantes.

Por Ricardo Chambel
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Académica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.