Ricardo Soares guarda foguetes

“Ainda muita água vai correr debaixo da ponte”, garante o técnico dos estudantes

• Foto: Bruno Teixeira Pires
As últimas jornadas têm sido praticamente perfeitas para a Académica. Para além dos muitos pontos que conquistou – nos últimos 10 jogos somou sete vitórias, dois empates e uma derrota -, festejou ainda vários deslizes dos adversários diretos, algo que lhe permite estar agora, de forma isolada, no 2º lugar, com uma distância considerável para os mais diretos perseguidores. Uma vez que o FC Porto B é o líder, mas não pode subir, a Briosa é o primeiro entre os candidatos.

Ricardo Soares, técnico dos estudantes, sabe que este é um lugar cobiçado por muitos, mas lembra que o caminho é ainda muito longo. "Temos consciência de que o nosso lugar é bom, mas de nada vale. Ainda muita água vai correr debaixo da ponte. O nosso foco está apenas no Santa Clara, isso é que nos move", defendeu o técnico, de 43 anos, lançando o olhar ao adversário de amanhã. "Conhecemos bem a sua equipa. Têm jogadores com grande qualidade e são fortes nas transições. O Santa Clara apostou na subida de divisão, algo que afirmam constantemente, e cabe-nos contrariar o potencial deles", analisou.

Sem fazer contas

Com sete pontos a separar Académica e Santa Clara, uma possível vitória do conjunto de Coimbra deixa o adversário a uma dezena de pontos. Apesar dessas contas, Ricardo Soares não levanta os pés do chão. "No futebol nada é adquirido. Só com muito esforço e dedicação se consegue vencer. Se conquistámos pontos aos adversários nos últimos jogos porque é que isso não pode acontecer ao contrário nos próximos jogos?", questionou, insistindo numa mensagem de humildade. "Na Académica não somos mais do que ninguém", finalizou o técnico.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Académica

Notícias

Notícias Mais Vistas