Toca o alarme no lado esquerdo

Makonda e Nuno Santos estão de saída e o jovem Esgueirão lesionado; há que reforçar a defesa

• Foto: Bruno Teixeira Pires

A uma semana do início da pré-época, os dirigentes da Briosa têm como principal objetivo encontrar as soluções ideais para construir um plantel que possa, tal como já foi assumido, lutar pela subida à 1ª Liga. Neste contexto, o lado esquerdo da defesa merece uma atenção redobrada, uma vez que, por esta altura, não há qualquer jogador para essa posição.

Dono do lugar em 33 jogos na época passada, 30 deles no campeonato, Nuno Santos, de 36 anos, termina contrato e dificilmente renovará pelos estudantes. Em situação idêntica está Makonda. O franco-congolês participou em 38 jogos, dos quais 32 na 2ª Liga, dividindo as atuações entre o corredor esquerdo e o cento do meio-campo. Em Coimbra desde 2014, parece ter chegado ao fim a ligação ao emblema estudantil, estando, neste momento, a ouvir propostas de modo a prosseguir a carreira em Portugal.

Sem esta dupla, a única solução para o lugar de defesa esquerdo chama-se Nuno Esgueirão. O jovem (18 anos), estreou-se pela Académica em abril deste ano, diante do Freamunde, mas um mês depois lesionou-se com gravidade ao serviço dos juniores, sendo expectável que só regresse à competição em novembro.

Assim, a Académica procura soluções no mercado para a esquerda da defesa, sendo certo que nas próximas semanas chegarão a Coimbra pelo menos dois jogadores para essa posição.

Por Ricardo Chambel
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Académica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.