Zé Gomes e as dificuldades financeiras da Académica: «Também temos contas para pagar...»

Treinador está de saída da Briosa

• Foto: Victor Sousa/Movephoto
Na despedida de Coimbra, Zé Gomes falou de forma aberta das dificuldades pelas quais a Académica passa, nomeadamente financeiras, pedindo que a cidade e as forças vivas da região se juntem para salvar a instituição.

"Não há como esconder, claro que a questão financeira condiciona os resultados dentro de campo, isto, apesar de sermos todos pessoas de caráter e de termos tentado encontrar motivação dentro deste contexto. Só que também temos contas para pagar. Somos humanos e temos que ter as contas em dia, até porque as nossas dívidas não esperam. Por isso digo, o foco não passa por analisar o meu futuro, mas sim arranjar uma solução para a Académica. Há muitas pessoas que trabalham e dependem disto. Peço que as forças vivas da cidade se juntem e resolvam este problema", pediu Zé Gomes, na antevisão do encontro com o Farense, agendado para este sábado, às 11 horas.

Ausências e uma despedida

Sem poder contar com vários jogadores lesionados, entre eles Pavlic, que se magoou no treino de quinta-feira, e Fábio Vianna, castigado, Zé Gomes tem uma certeza: Zé Castro vai jogar. O central vai colocar um ponto final na carreira e deve, segundo Zé Gomes, ser homenageado pelos adeptos academistas. "Ele vai jogar e caso seja possível vou dar-lhe a oportunidade dos adeptos o aplaudirem. É um jogador de Coimbra, que sempre foi importante, e merece uma homenagem dos adeptos no final da carreira", frisou.
Por Ricardo Chambel
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Académica

Notícias

Notícias Mais Vistas