Miguel Leal: «Jogar com equipa de primeira liga aumenta motivação»

Arouquenses recebem o Chaves este domingo

• Foto: Simão Freitas
PUB

O Arouca de Miguel Leal tem amanhã o seu primeiro jogo em casa da época oficial, na receção ao Chaves, para a 2.ª eliminatória da Taça da Liga Allianz, o que motiva necessariamente o emblema do escalão secundário.

"Jogar com uma equipa da primeira liga permite aumentar os índices de motivação. Foram três semanas de trabalho duro e esperemos que sejam premiadas com a passagem à fase de grupos", afirmou o técnico arouquense em antevisão ao duelo com os flavienses.

Quanto à formação orientada por Daniel Ramos, Miguel Leal vê uma equipa com rotinas, alguma identidade do novo técnico e até avança com uma estratégia posicional para amanhã. "Parece-me uma equipa rotinada, com uma ideia de jogo bem definida e obviamente forte. Forte na organização ofensiva, na aceleração de jogo e depois nos lances de bola parada. Há rotinas que se mantém da época passada, mas também já se notam algumas coisas do novo treinador. Estão mais predispostos para jogar em ataque rápido. Como se contraria? Com um bloco baixo porque assim já não dá para acelerar tanto", adiantou.

Já relativamente à sua equipa, o treinador vê os seus jogadores motivados para tombar uma equipa de primeira liga e a evoluir favoravelmente e já espreita o embate com um grande na fase de grupos: "Nesta altura jogam aqueles que achamos que estão em melhores condições para jogar. Depois, quando começar o campeonato, a equipa já poderá ser diferente. Hoje em dia o jogador jovem motiva-se mais rapidamente neste tipo de jogos. Desse ponto de vista poupa-me trabalho. Eles próprios sabem que são equipas de outro escalão e querem-se mostrar. Estou plenamente convencido que estão motivados e sem pensar em perder. Gostei muito da nossa atitude e vontade de ganhar em Famalicão e gostei da capacidade de resiliência e das saídas rápidas e espero que se repita. A importância de passar à fase de grupos e eventualmente jogar com um grande é boa para a história do clube e para o prestígio. Quero é ganhar amanhã e depois logo se vê."

Adílio, por precaução, fica de fora, e Malele, com um problema muscular, são baixas para o duelo deste domingo em Arouca, juntando-se ao caso Heliardo, que foi operado ao joelho esta semana e estará fora dos relvados nos próximos meses. Para a posição de ponta de lança sobram Fábio Fortes e Godberg Cooper. "Nesta altura temos alguém para jogar a avançado. O Adílio quase não treinou esta semana, mas o Malele é uma pequena questão muscular, para a semana já estará recuperado", esclareceu Miguel Leal.

Deixe o seu comentário
PUB