Record

Quim Machado quer provar estofo coletivo

Treinador arouquense crê que o seu conjunto vai mostrar como fazem as “grandes equipas”

• Foto: Ricardo Nascimento
O estatuto de melhor equipa da 2ª volta foi alterado com a derrota caseira frente ao Cova da Piedade. Hoje, no sempre difícil Estádio do Mar, Quim Machado quer o seu Arouca a dar mostras de categoria.

"O Leixões é uma boa equipa. Vamos encontrar um ambiente que não é fácil, é uma massa associativa muito aguerrida. Contudo, as grandes equipas não perdem dois jogos seguidos. As grandes equipas querem é jogar no dia seguinte a uma derrota para corrigir o que não correu bem. O pensamento do Arouca é em todos os jogos lutar para vencer", afirmou o técnico do emblema das terras de Santa Mafalda.

Numa semana sem folgas e após um jogo mal conseguido coletivamente, Quim Machado apreciou a resposta dos jogadores aos longo da semana. "Eles sentiram a derrota como eu no sentido de que podíamos ter feito muito mais. Esta semana foi diferente. Uma coisa é trabalhar sobre vitórias, outra é trabalhar sobre derrotas. Isso fez-lhes sentir que é preciso muito mais para ganhar. É preciso rigor, concentração, crer", acentuou, de forma decidida.

Retoma passa pela fortaleza

A última derrota em casa, somada a dois desaires forasteiros, fez originar a série mais negra dos bebés do Mar desde que Jorge Casquilha, em dezembro, assumiu o comando técnico dos leixonenses. Por estas razões, prevê-se uma equipa a jogar com a obrigação de voltar aos triunfos no Mar no seu subconsciente. Para além de Fábio Matos, Erivaldo ainda se debate com uma lesão e é dúvida.
Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Arouca

Notícias

Notícias Mais Vistas