Águia obrigada a reinventar-se em fase difícil

Hélder Cristóvão atarefado

• Foto: Filipe Pinto

Não se adivinha uma tarefa fácil para a equipa do Benfica B na receção ao Sp. Covilhã. E em causa não está apenas o excelente momento que o emblema serrano está a atravessar, mas, sobretudo, as várias baixas com que o técnico Hélder Cristóvão se debate.

Isto porque o guardião Miguel Santos e o central Rúben Dias viajaram com a equipa principal para a Rússia, onde o Benfica defronta hoje o Zenit, enquanto João Carvalho, Diogo Gonçalves e Oliver Sarkic representaram ontem a equipa de juniores na Youth League, não entrando nos planos do encontro de hoje, importante para as águias, que já não conhecem o sabor da vitória há três jornadas.

A precisar de pontuar para fugir aos lugares de despromoção, a equipa secundária da Luz parte para esta ronda à procura de um resultado positivo, mesmo que pela frente tenha o Sp. Covilhã, que somou seis vitórias, um empate e apenas uma derrota nos últimos oito encontros.

Apesar de todas estas contrariedades, Hélder Cristóvão acredita numa boa resposta da equipa e assegura que irá apresentar hoje um "onze forte". "Haverá muitas mexidas, permitindo dar oportunidades aos outros jogadores. Tem faltado alguma consistência, mas temos um plantel que nos permite fazer isto, apesar de sabermos que as rotinas precisam de tempo", assinalou o técnico, que volta a contar com o capitão João Nunes, mostrando plena confiança na equipa que irá apresentar. "Não nos estamos a vitimizar, pois todo o trabalho e toda a época estão preparadas e programadas para estas situações e o plantel dá-nos garantias."

Por Valter Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica B

Notícias

Notícias Mais Vistas