Jorge Simão: «Guarda-redes do Feirense teve um papel decisivo»

Lamenta empata na receção aos fogaceiros

• Foto: José Ponteira

Jorge Simão lamentou o empate desta segunda-feira na receção ao Feirense, mas admitiu que vê o resultado como mais um ponto conquistado.

"Por muito que me custe, temos de olhar para o jogo como um ponto conquistado. Acho que foi visível para todos, os que estiveram presentes ou viram em casa, uma manifestação de superioridade inequívoca de uma equipa sobre a outra. O guarda-redes adversário teve um papel decisivo no resultado, mas tenho de encarar este ponto como mais um somado para o nosso campeonato", explicou o técnico.

Relacionadas

O treinador dos flavienses debruçou-se depois sobre as duas partes do encontro: "Olho para a primeira parte como boa da nossa equipa. O Feirense teve uma bola logo no início, com um remate desenquadrado, e o lance do golo, que até acho que é autogolo, porque o Carlos Ponck disse-me que tocou na bola. Do outro lado, fomos criando muitas dificuldades ao adversário, tivemos oportunidades claríssimas do golo, fomos construindo as nossas situações e, já no intervalo, achava que o empate não seria bom, mas em desvantagem muito menos. Gosto da metáfora de que as pessoas só dão valor à vida quando passam por um momento dramático e, a partir desse momento, agarram-se à vida e superam-se no dia-a-dia. O golo do adversário provocou-nos esta reação. A segunda parte foi à semelhança do que fizemos frente ao Belenenses, com a diferença de que nesse jogo fizemos três golos e neste apenas um. Para mim a diferença foi essa, pois em termos estatísticos foi semelhante, número de remates, percentagem de posse de bola e número de cantos".

Por Lusa e Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Chaves

Notícias

Notícias Mais Vistas