Clube promete usar meios legais contra a SAD para "repor o bom nome"

Sociedade foi impedida de utilizar o estádio na Liga Revelação

• Foto: Rui Minderico

O Cova da Piedade prometeu esta segunda-feira utilizar meios legais para "repor o bom nome do clube e direção", em resposta a um comunicado da SAD, após ser impedida de utilizar o estádio na Liga Revelação.

O clube que disputa a II Liga portuguesa de futebol considerou mesmo que "nunca em 72 anos de existência" a instituição foi alvo de "tamanha desconsideração, desrespeito e calúnia", como no comunicado em que a SAD acusa o presidente Paulo Veiga de ter ordenado no próprio dia o encerramento do acesso ao relvado.

Através de um comunicado, o clube da margem sul reiterou que a SAD tinha conhecimento, "desde terça-feira", da impossibilidade de utilizar o seu estádio no encontro dos sub-23 frente ao Vitória de Setúbal, e acrescenta que a Federação Portuguesa de Futebol notificou a SAD no dia 24 de abril para indicar um campo alternativo.

O Cova da Piedade reforçou também que "não é verdade que a SAD nada deva ao clube" e recordou uma dívida de 120 mil euros relativa à transferência dos direitos desportivos, montante que está "reconhecido nas contas da SAD como dívida ao clube".

Além disso, o clube estima que "poderá estar a ser lesado em centenas de milhares de euros" referentes aos 10% de todas as transferências de jogadores a que tem direito, uma vez que a SAD "nunca prestou contas" relativamente aos vários atletas que têm sido transferidos "como é do conhecimento público".

Por fim, os piedenses esclarecem que o acordo judicial alcançado em 22 de março prevê que "ambas as partes iriam estudar a possibilidade de rever os acordos", mas acrescenta que "em momento algum suspende os contratos que continuam em vigor".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Cova da Piedade

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.