João Alves apela à introdução do VAR na 2.ª Liga

Treinador do Cova da Piedade queixa-se de "enormes prejuízos" no jogo de domingo, com o Varzim

• Foto: Luís Manuel Neves

O treinador João Alves apelou esta segunda-feira à introdução do videoárbitro (VAR) na 2.ª Liga, queixando-se de "enormes prejuízos" causados ao Cova da Piedade no jogo de domingo, com o Varzim, que diz ter sido "escandaloso".

O treinador dos piedenses foi 'corrosivo' ao afirmar aos jornalistas, após a derrota (2-1) com os poveiros, que os árbitros na 2.ª Liga "podem cometer erros sem serem penalizados por isso" e apelou a que os juízes do encontro de domingo "pensem bem no que fizeram".

"O facto de não haver videoárbitro na 2.ª Liga é um prejuízo enorme. É uma Liga profissional e tem de ter as mesmas condições que a 1.ª Liga", apontou o antigo jogador, conhecido por 'luvas pretas', que soma apenas uma vitória em seis jogos ao comando dos 'grenás'.

O técnico reconheceu que o objetivo da manutenção está mais difícil a cada semana, embora esteja "tudo em aberto, matematicamente", mas apontou que sempre que os adversários diretos perdem "parece que há uma promessa" para não deixar o clube da margem sul do Tejo aproximar-se.

"Isto é dar cabo de uma equipa. Se não querem que o Cova da Piedade se mantenha, o melhor é começarmos a preparar as coisas para outra divisão, porque assim será muito difícil", desabafou o experiente treinador, de 67 anos.

Alves socorreu-se das imagens para reclamar de uma "falta inexistente" na origem do canto que deu o primeiro golo ao Varzim, um golo anulado por fora de jogo a Edinho, que estava "em linha", uma grande penalidade "clara" cometida sobre o avançado e um golo "com a cara" anulado a Yan Victor, já no período de compensação.

O técnico referiu mesmo que os árbitros que cometeram os erros "deviam ter vergonha" pelos prejuízos causados a uma instituição que "deve ser tão respeitada como qualquer outra" e apelou a uma maior atenção do Conselho de Arbitragem ao fazer as nomeações para os jogos do Cova da Piedade.

"Vamos na 22.ª jornada e até agora tivemos apenas um árbitro de primeira categoria, que foi o Nuno Almeida. Todos os outros são estagiários e isto também significa que há falta de consideração por este clube", concluiu João Alves.

O Cova da Piedade ocupa o 17.º lugar da 2.ª Liga, a oito pontos do 16.º, o Vilafranquense, e visita no domingo o Casa Pia, 'lanterna vermelha' da competição, em encontro da 23.ª jornada.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Cova da Piedade

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.