Cova da Piedade vai a tribunal para evitar fim da 2.ª Liga

Clube de Almada vai responsabilizar pessoalmente Pedro Proença, presidente da Liga Portugal

• Foto: Direitos Reservados

O Cova da Piedade está preparado para ir até às últimas consequências de forma a que a 2.ª Liga não seja cancelada em definitivo, como a direção da Liga Portugal já definiu. O emblema almadense procura, assim, evitar a despromoção ao Campeonato de Portugal.

Através de comunicado divulgado em dia de reunião de presidentes da Liga Portugal, o conjunto piedense anunciou a intenção de "responsabilizar pessoalmente o presidente Pedro Proença pelos fatos ocorridos na reunião da Direção da Liga, que levaram à decisão tomada de acabar com o campeonato da 2.ª Liga, no seio da qual veio a conduzir aquela reunião de forma a condicionar o seu resultado, com o recurso a expedientes reprováveis e violadores da lei".

No mesmo documento, o Cova da Piedade salienta: "Vindo a manter-se pela Direção a cobertura às ilegalidades e os ilícitos cometidos, o recurso aos Tribunais, será inevitável, atenta a sua gravidade, consequências e a relevância da moldura aplicável".

As cartas enviadas a vários governantes, incluindo o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mereceram, também a reprovação do Cova da Piedade. "A confirmar-se o mais recente episódio, agora tornado público, protagonizado pelo Sr. Pedro Proença, revela uma personalidade napoleónica, com agendas paralelas, e em busca de um protagonismo pessoal (e porventura populista) em tempos de crise, totalmente divorciado das suas funções e das atribuições legais que a sua conduta deveria respeitar", termina.

Leia o comunicado na íntegra:

"O Clube Desportivo Cova da Piedade - Futebol SAD vem pelo presente tornar público e no momento em que outros Clubes vêm insurgir-se e colocar em causa a postura e os atos do Presidente da Liga de Clubes Sr. Pedro Proença, pela existência de uma agenda pessoal e paralela àquela que seria do conhecimento dos vários Clubes da Primeira Liga, confirmar a sua intenc¸a~o de responsabilizar pessoalmente o Presidente Pedro Proenc¸a pelos fatos ocorridos na reunião da Direção da Liga, que levaram à decisão tomada de acabar com o Campeonato da Segunda Liga, no seio da qual veio a conduzir aquela reunião de forma a condicionar o seu resultado, com o recurso a expedientes reprováveis e violadores da lei.

Por essa razão e por todas as demais já conhecidas publicamente vindo a manter-se pela Direção a cobertura às ilegalidades e os ilícitos cometidos, o recurso aos Tribunais, será inevitável, atenta a sua gravidade, consequências e a relevância da moldura aplicável.

Entende o Clube Desportivo Cova da Piedade - Futebol SAD, que pelo interesse público que obedecem, a Direção da Liga e o seu Presidente devem respeito ao Estado de Direito, ao Povo Português e aos Clubes, que são a razão da sua existência, pelo que a confirmar-se o mais recente episódio, agora tornado píblico, protagonizado pelo Sr. Pedro Proença, revela uma personalidade napoleónica, com agendas paralelas, e em busca de um protagonismo pessoal (e porventura populista) em tempos de crise, totalmente divorciado das suas funções e das atribuições legais que a sua conduta deveria respeitar.

O Clube Desportivo Cova da Piedade - Futebol SAD vai por todas as razões que lhe assistem, repor a legalidade e responsabilizar quem tem que ser responsabilizado até às mais últimas consequências."

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Cova da Piedade

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0