A história escreve-se no presente

Jogo especial em Marvila com o Benfica

A última vez que Oriental e Benfica se defrontaram foi há mais de dez anos e, curiosamente, Bruno Aguiar jogava nas águias, de quem hoje será adversário. Foi o último dos 18 jogos que os clubes disputaram e, no final, foram os encarnados a vencer (3-1). Esse seria sempre o desfecho mais lógico, não só pela diferente correlação de forças, mas também porque a história assim o diz. Na altura o Oriental estava na 2ª Divisão B, onde permaneceu até 2013/14.



Hoje a realidade é outra, porque o Oriental está nos campeonatos profissionais e nesta 2ª fase da Taça da Liga – o que por si só já é histórico –, pois nunca os lisboetas tinham chegado tão longe. E hoje defrontam o Benfica, sabendo que na vida "há sempre uma primeira vez para tudo". "A responsabilidade de vencer cabe ao nosso adversário e a nós o compromisso de tentar contrariar o teórico favoritismo. Tudo vamos fazer para inverter o histórico entre os dois clubes. Temos conseguido alcançar muitas coisas inéditas pelo Oriental", afirma João Barbosa.

Pelo facto de o jogo com o V. Guimarães B (1-1) ter sido na quinta-feira, o técnico revela que a semana não foi muito diferente das anteriores e que apenas se apercebeu que realmente ia defrontar o Benfica na altura em que recebeu o relatório da sua equipa de ‘scouting’. "Aí é que me ‘caiu a ficha’, como se costuma dizer, e comecei a pensar neste encontro", revela o treinador, sem, com isso, o desvalorizar. Pois, para João Barbosa, também se trata de um reencontro, não só com o Benfica mas também com Rui Vitória, com quem trabalhou na formação do clube encarnado.

"É sempre motivador defrontar uma equipa do primeiro escalão, ainda para mais quando se trata do bicampeão nacional. Na perspetiva do Oriental, o que mais importa enaltecer é o sentimento de festa que estes jogos podem proporcionar, pois é uma prenda que o clube e os adeptos merecem. Ainda assim, é preciso dizer que o nosso foco é a 2ª Liga e o encontro com o FC Porto B, pois o objetivo passa por alcançar a permanência", considera o técnico, para quem o atual penúltimo lugar no campeonato não condiz com o real valor da equipa.

Reais possibilidades

Do outro lado está Golias, mas João Barbosa considera que David tem uma palavra a dizer neste jogo da 2ª jornada do Grupo B da Taça da Liga. "A ambição é ganhar, e é sempre com esse pensamento que entramos em campo. A expectativa que temos é que vai ser algo um pouco diferente, pois sabemos a valia da equipa que vamos defrontar. Teremos dificuldades acrescidas, mas também sabemos quem tem a responsabilidade de vencer e esse é um trunfo que esperamos que jogue a nosso favor", refere o treinador, que ainda enumera outro fator que poderá ser decisivo.

"Jogar em casa é uma vantagem para nós, quer pelo conhecimento do próprio espaço, quer pela presença e acessibilidade dos seus adeptos. Diria que, num jogo à partida desequilibrado, esse é o único dado que pode jogar a nosso favor", acrescenta João Barbosa a Record

Na formação com Rui Vitória e Guedes

João Barbosa trabalhou na formação do Benfica e, curiosamente, foi colega de Rui Vitória, hoje treinador principal dos encarnados. Na altura, Barbosa treinava as ‘escolas’ e Vitória os juniores, pouco tempo antes de rumar ao Fátima. Nos escalões de formação do clube, João Barbosa treinou Gonçalo Guedes, um dos elementos que chegou à equipa principal. O técnico do Oriental esteve também ligado à formação de outros jogadores que, entretanto, fizeram carreira por outros clubes, como por exemplo Bruno Varela, Bruno Gaspar, Roderick, João Pereira, João Vilela, Fernando Alexandre, David Simão e Hélder Costa. Depois, João Barbosa teve uma experiência no estrangeiro, mais concretamente em Angola, como adjunto de Carlos Manuel no 1º de Agosto. Agora, está há quatro épocas no Oriental.

Por Alexandre Moita
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.