Benfica B-Portimonense, 2-3: Águias permitem reviravolta nos instantes finais

Aos 8 minutos a equipa treinada por Hélder Cristóvão vencia, por 2-0; os algarvios deram a volta aos 90

• Foto: Rui Minderico

O Portimonense venceu esta quarta-feira no reduto do Benfica B, por 3-2, em partida da 32.ª jornada da 2.ª Liga com um final verdadeiramente louco e reviravolta no marcador.

As duas primeiras grandes oportunidades do jogo foram materializadas em golo pelas 'águias', através de Heriberto, logo aos 4 minutos, e por Diogo Gonçalves, aos 8. Antes do intervalo, aos 41, os algarvios reduziram, por intermédio do avançado Fabrício, para, já perto do final do encontro, dar por completo a cambalhota no resultado, novamente por Fabrício, aos 88, e por Jorge Pires, aos 90.

Este triunfo deixa a equipa orientada por Vítor Oliveira cada vez mais destacada rumo à subida de divisão, somando agora 70 pontos, mais 12 do que o Desp. Aves, que é segundo, e 19 do que o Varzim, 3.º, mas com menos um jogo. A equipa B do Benfica soma duas derrotas consecutivas, mas mantém o 4.º posto, com 50.

Depois do desaire (2-1) da jornada anterior, frente ao Santa Clara, os 'encarnados' entraram no encontro praticamente a vencer e, antes de cumpridos os primeiros 10 minutos, alcançaram uma vantagem de 2 golos.

Primeiro, Diogo Gonçalves, com uma boa jogada individual, desmarcou Heriberto, que, perante uma saída mal calculada do guarda-redes visitante, colocou a bola no fundo das redes. Quatro minutos depois, o mesmo Diogo Gonçalves ganhou uma falta à entrada da área e, na cobrança, foi exímio, deixando Ricardo Ferreira pregado ao relvado.

Em desvantagem e com o passar do tempo, os 'alvinegros' arranjaram forma de equilibrar a partida e tentaram reduzir de longa distância, através de um remate colocado de Gustavo Costa (18).

Já em cima do tempo de descanso, os líderes da 2.ª Liga conseguiram encurtar o resultado, na sequência de uma excelente jogada individual de Fabrício, que progrediu no terreno, tirou três adversários do caminho e bateu André Ferreira.

O segundo tempo foi totalmente diferente do primeiro, com os algarvios a controlarem a bola e a jogarem no meio campo do Benfica B, que foi obrigado a jogar num bloco mais baixo e a apostar no contra-ataque.

O melhor ficou reservado para o fim, quando, em apenas 2 minutos, o Portimonense conseguiu dar a volta ao marcador.

Fabrício, que já tinha feito o primeiro tento dos forasteiros, voltou a marcar no 'coração' da área, depois uma transição rápida. O homem do jogo, dois minutos depois, assistiu Jorge Pires, que, na cara de um desamparado André Ferreira, 'carimbou' a reviravolta.

Jogo realizado no Caixa Futebol Campus, no Seixal
Árbitro: Anzhony Rodrigues (Madeira)

Benfica B: André Ferreira, Aurélio Buta, Kalaica, Rúben Dias, Yuri Ribeiro, Pêpê, Dálcio (Florentino Luís, 65'), Heriberto, Diogo Gonçalves, José Gomes (Gedson, 80') e Luka Jovic (João Félix, 60')
Suplentes não utilizados: Zlobin, Pedro Amaral, Jota e Ferro
Treinador: Hélder Cristovão
Portimonense: Ricardo Ferreira, Ricardo Pessoa, Fidelis, Ivo Nicolau, Luís Mata, Gleison (Bruno Tabata, 73'), Gustavo Costa (Luís Zambujo, 81'), Fabrício, Wilson Manafá (Chidera, 81'), Pedro Sá e Jorge Pires 
Suplentes não utilizados: Carlos Henriques, Ryuki e Edward Sarpong 
Treinador: Vítor Oliveira

Ao intervalo: 2-1.
Marcadores: Heriberto (4') e Diogo Gonçalves (8'); Fabricio (41' e 88') e Jorge Pires (90') 
Ação disciplinar: cartão amarelo para Buta (19'), Kalaica (20'), Gleison (39'), Gustavo Costa (67') e Heriberto (73') 
Assistência: cerca de 600 espectadores

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.