Estoril-UD Oliveirense, 3-0: canarinhos com triunfo seguro

Formação da Linha não enfrentou muita oposição

Juninho fez o último golo do jogo
Juninho fez o último golo do jogo • Foto: Paulo Calado

O Estoril não enfrentou este domingo muita oposição na receção à UD Oliveirense, em jogo da sétima jornada da Segunda Liga, impondo-se por 3-0, resultado que espelha a superioridade do conjunto lisboeta. Hugo Firmino, aos sete minutos, e Daniel Bragança, aos 11', colocaram o Estoril na frente desde muito cedo, com Juninho a dilatara a vantagem perto do fim, aos 86'. Com esta vitória, o Estoril ascendeu ao quarto posto, com 15 pontos, enquanto a Oliveirense permanece no penúltimo lugar da tabela, somando apenas cinco pontos.

Hugo Firmino abriu caminho ao triunfo estorilista, de cabeça, aos sete minutos, após uma bola parada, tendo Daniel Bragança confirmado a superioridade dos anfitriões, aos 11', com um remate de longe que Coelho não conseguiu afastar para fora, dando a impressão de que podia ter abordado melhor o lance.

A Oliveirense despertou já com uma desvantagem de dois golos, mas nunca teve argumentos para criar perigo junto da baliza de Dani Figueira, que foi chamado à ação sobretudo para travar alguns remates tímidos.

A formação lisboeta esteve sempre mais incisiva nas transições, mas limitou-se a controlar a vantagem, quebrando o ritmo frenético dos primeiros minutos e optando por uma circulação de bola mais lenta, que a Oliveirense também aceitou.

No segundo tempo, pouco ou nada se alterou nas estratégias dos dois conjuntos, mas a Oliveirense conseguiu obter mais posse de bola, embora tenha mantido uma distância considerável da baliza de Dani Figueira, por mérito da linha mais recuada do Estoril Praia.

Daniel Bragança esteve perto de bisar aos 76 minutos, enchendo o pé dentro de área, mas Coelho parou o remate do médio, emprestado pelo Sporting ao conjunto estorilista.

Aos 86 minutos, os canarinhos dilataram o resultado para 3-0, por intermédio de Juninho, que substituiu Rafael Barbosa aos 69', atirando sem dificuldades na zona do segundo poste, após cruzamento rasteiro no corredor direito de Hugo Firmino.

Jogo realizado no estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

Estoril-Oliveirense, 3-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:
1-0, Hugo Firmino, 7'
2-0, Daniel Bragança, 11'
3-0, Juninho, 86'

Equipas:

- Estoril: Dani Figueira, Hugo Firmino, Lucas Áfrico, Valente, Rubén Belima, Gonçalo (Duarte, 56), Daniel Bragança (Crespo, 86), Rafael Barbosa (Juninho, 69), Tembeng, Matheus Índio e Roberto.

(Suplentes: António Filipe, Helerson, Simão, Duarte, Crespo, Juninho e Jonata).

Treinador: Tiago Fernandes.

- Oliveirense: Coelho, Alemão, Wellington (Malele, 78), Sérgio, Elízio, Fabinho, Filipe Gonçalves, Miguel Silva, Diogo Clemente (Paraíba, 61), Agdon e Neto Costa (Bouldini, 61).

(Suplentes: Bruno Vale, Michael Douglas, Paraíba, Sérgio Ribeiro, Tito, Bouldini e Malele).

Treinador: Pedro Miguel.

Árbitro: João Malheiro Pinto (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Tembeng (42), Lucas Áfrico (57), Filipe Gonçalves (60) e Alemão (90).

Assistência: cerca de 300 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.