Estoril-Vilafranquense, 2-0: canarinhos sobem ao quinto lugar

Ainda a nove pontos dos lugares de promoção

O Estoril Praia venceu este domingo com justiça o Vilafranquense por 2-0, em encontro da 23.ª jornada da 2ª Liga portuguesa de futebol, e garantiu a subida ao quinto lugar, ainda a nove pontos dos lugares de promoção.

Os comandados de Pedro Duarte foram quase sempre mais fortes e dominadores, com exceção dos últimos 20 minutos, em que o conjunto de Vila Franca de Xira assumiu por completo a iniciativa, na esperança de travar o desaire que se anunciava.

O desafio começou ao ritmo do Estoril, mais desenvolto e inteligente na procura de espaços no ataque, e o primeiro aviso chegou logo aos três minutos por Rafael Barbosa, num remate de fora da área, que repetiu aos seis.

Todavia, o médio ofensivo estorilista ainda foi a tempo de acertar a mira e, aos 33 minutos, assinou mesmo o 1-0, ao concluir com um remate colocado de pé direito uma transição rápida conduzida por Careca, na sequência de um pontapé de canto favorável ao Vilafranquense.

Até então, o desafio prosseguia sob o signo do domínio estorilista, ao qual faltava apenas a contundência necessária para visar a baliza de Josviaki.

Já o conjunto de Armando Evangelista, errava demasiados passes e não conseguia sair da melhor forma para o ataque. Por pouco não sofreu o segundo golo, ainda antes do intervalo, quando Izata quase fez autogolo (37 minutos) ou quando Chiquinho falhou o remate no 'coração' da área (45).

Depois do intervalo, o Vilafranquense surgiu mais atrevido e aguerrido em campo, mas seria penalizado por um erro de Dirceu, aos 54 minutos, que cortou uma bola com a mão em plena grande área, para Daniel Bragança marcar o segundo de penálti.

Com dois tentos de desvantagem, os forasteiros lançaram-se em busca de um desfecho melhor, com Kady, Wilson e Korzun já em campo, mas não conseguiram mais do que dois golos anulados por fora de jogo pelo árbitro Artur Soares Dias.

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira.

Estoril Praia - Vilafranquense, 2-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Rafael Barbosa, 33 minutos.

2-0, Daniel Bragança, 55 (grande penalidade).

- Estoril: Daniel Figueira, João Diogo (Miguel Crespo, 77), Lucas Cunha, Lucas Áfrico, Joãozinho, Tembeng (Gonçalo Santos, 73), Lucas Marques, Daniel Bragança, Chiquinho (Juninho, 66), Rafael Barbosa e Careca.

(Suplentes: Stojkovic, Gonçalo Santos, Pineda, Juninho, Miguel Crespo, Marcos Valente e Ricardo Rodrigues.

Treinador: Pedro Duarte.

- Vilafranquense: Josviaki, Diogo Izata, Sparagna, Dirceu (Korzun, 63), Rafael Furlan, Ulisses Oliveira, Isidoro Hinestroza (Kady Malinowski, 70), André Ceitil, Gustavo Tocantins, Filipe Oliveira e Kikas (Wilson, 46).

(Suplentes: Filipe Semedo, Kassio Fernandes, Korzun, Kady Malinowski, Pepo, João Vieira e Wilson).

Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto). 

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Kikas (41), Filipe Oliveira (43), Tembeng (53) e Miguel Crespo (90).

Assistência: Cerca de 900 espetadores.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.