Freamunde-Atlético, 0-0: Lisboetas travam nortenhos

Partida fechou a 24.ª jornada

• Foto: Carlos Gonçalves

O Freamunde perdeu esta segunda-feira terreno para as equipas que lutam pela subida de divisão, ao ceder um empate, 0-0, na receção a um atrevido Atlético, no encontro que encerrou a 24.ª jornada da II Liga.

No final da ronda, os locais ocupam o quarto lugar, com 40 pontos, em igualdade pontual com o Gil Vicente, quinto, atrasando-se para o terceiro, o Feirense, com 42, e para o segundo, o Desportivo de Chaves, com 43, estas duas últimas em zona de subida, enquanto a formação da Tapadinha é agora 12.ª, com os mesmos 32 do Académico de Viseu (13.º).

Num campo pesado, mas jogável, ao contrário do que sucedeu no domingo e que obrigou ao adiamento do encontro, o empate acaba por assentar bem às duas equipas.

Ainda assim, o nulo ao intervalo era lisonjeiro para o Freamunde, que também não conseguiu capitalizar a superioridade numérica desde os 53 minutos, após expulsão de Gerevini, por indicação do árbitro auxiliar, num lance que envolveu Celeste e Jorge Ribeiro.

O Atlético, muito experiente, tinha a lição bem estudada e apresentou-se com as linhas juntas, numa defesa a cinco, apoiada por três elementos no meio-campo e dois possantes jogadores no ataque, numa estratégia que condicionou e retirou espaço de construção ao futebol de posse e organizado do Freamunde.

Sem o capitão Pedrinho, castigado, Ivan Perez foi a opção, mas a sua superior qualidade técnica esbarrou quase sempre na 'armada' do Atlético, a melhor equipa sobre o relvado na primeira parte e que ficou perto do golo por Malele, por duas vezes, Djikiné e Vouho, este último com uma bola no poste.

Acusando a pressão do resultado, o Freamunde só melhorou na segunda parte, sobretudo com o móvel avançado Diogo Ramos em campo, período em que acentuou o domínio e dividiu os lances de perigo diante de um adversário que, mesmo com 10, nunca abdicou de contra-atacar.

Celestino, de livre, aos 70 minutos, e Malele, aos 72, num sprint de mais de 50 metros, ameaçaram a baliza do Freamunde, que também podia ter marcado por Diogo Ramos, aos 72, num remate à meia volta à entrada da área, que proporcionou a defesa da tarde a Danilo, e, já nos descontos, aos 90'+2, por Mauro Dalla Costa, de cabeça.

Jogo no estádio do SC Freamunde, em Freamunde.

Freamunde - Atlético, 0-0.

Equipas:

- Freamunde: Marco Rocha, David Bruno, Rocha, Luís Pedro, Rui Raínho, Robson, Paulo Grilo, Celeste, Ivan Pérez (Fausto Lourenço, 46), Ansumane (Diogo Ramos, 46) e Cafu (Mauro Dalla Costa, 66).

(Suplentes: Danny, Leandro Albano, Eridson, Barbosa, Fausto Lourenço, Diogo Ramos e Mauro Dalla Costa).

Treinador: Carlos Pinto.

- Atlético: Danilo, Duarte Machado, Pierre, Jeferson, Gerevini, Jorge Ribeiro, Djikiné, Celestino, Paulo Regula (Diogo Pires, 76), Vouho (Hélio, 59) e Malele (Miner Lopez, 87).

(Suplentes: Meira, Diogo Pires, Forbs, Hélio, Pedro Almeida, Miner Lopez e Nadson).

Treinador: Pedro Hipólito.

Árbitro: Vasco Santos (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Celeste (54), Rocha (56), David Bruno (69), Duarte Machado (85), Paulo Grilo (90+1), Danilo (90+2) e Diogo Pires (90+3). Cartão vermelho direto para Gerevini (53).

Assistência: Cerca de 500 espectadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas