Jogo Duplo: Carlos Oliveira estava a falar de "camisolas"

Era essa a questão sobre "novidades"...

• Foto: David Martins

Carlos Oliveira, que foi impedido pelo tribunal de exercer funções na SAD do Leixões, da qual era acionista maioritário, tendo já feito a passagem de poderes para Paulo Antunes, ex-administrador do Sporting, foi o único arguido que aceitou prestar declarações.

Segundo a juíza de instrução, tanto Nuno Silva como Carlos Oliveira "estavam frustrados e desesperados", tendo usado "todos os meios" para salvar o Leixões da descida. A juíza de instrução não considerou credível a versão apresentada por Carlos Oliveira quando este fez crer que nada sabia e que na conversa que teve com Nuno Silva se queria referir a "camisolas" ao perguntar-lhe por "novidades".

A juíza não vê em Nuno Silva alguém com "capacidades telepáticas para compreender" esta mensagem. Para além do mais, "não teria sido possível Nuno Silva atuar à revelia de Carlos Oliveira" pois "não poderia pagar aos angariadores a quantia acordada".

Por Eugénio Queirós
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.