Leixões-Mafra, 0-2: Visitantes foram mais eficazes e lideram a liga

Okitokandjo e Fidelis Irhene marcaram os golos

• Foto: Vítor Chi

O Mafra venceu o Leixões, por 0-2, numa partida da terceira jornada da 2.ª Liga disputada no Estádio do Mar, em Matosinhos, e isolou-se no primeiro lugar.

A eficácia concretizadora foi a chave do triunfo do Mafra. Na primeira vez que chegou à baliza do Leixões, aos 25 minutos, Andrézinho trabalhou na direita, livrou-se de dois adversários e assistiu o holandês Okitokandjo, que estava só e fez um golo fácil, e já na segunda parte, quando o Leixões pressionava, Fidelis Irhene fez o 0-2.

O Mafra é o primeiro classificado, com nove pontos, e o Leixões ocupa o 15.º posto, com dois pontos.

A equipa de Matosinhos começou bem, instalou-se no meio-campo defensivo contrário durante os dez primeiros minutos e pressionou intensamente, tendo mesmo conseguido algumas aproximações perigosas à baliza de Godinho.

O Mafra, que chegou a este jogo com seis pontos, zero golos sofridos e cinco marcados, soube resistir ao caudal ofensivo leixonense e só já próximo do primeiro quarto de hora é que começou a avançar mais no campo.

O Leixões continuou a ter mais iniciativa atacante e não marcou aos 18 minutos porque o guarda-redes Godinho estava atento, ao passo que o Mafra fez o seu primeiro remate aos 10 minutos, por Carlos Daniel e para fora.

Aos 25 minutos, porém, os visitantes adiantaram-se no marcador numa jogada construída por Andrézinho, finalizada por Okitokandjo e facilitada pela defesa leixonense, muito permissiva.

Os locais entraram na segunda parte a pressionar, a exemplo do que acontecera na primeira, e Jota Silva falhou uma ocasião de golo aos 54 minutos, depois de Godinho ter defendido para a frente um remate forte de Sapara.

Sapara, que substituíra Tiago André, arrancou outro remate forte aos 63 e Nené desperdiça nova ocasião quatro minutos depois, quando o Leixões dava tudo por tudo para empatar e o Mafra lutava para manter a vantagem.

O fulgor leixonense esmoreceu no último quarto de hora e o Mafra voltou ao ataque, com Campos a ameaçar marcar aos 74 e aos 75. Com um futebol mais fluido e uma equipa muito bem organizada e objetiva, o Mafra acabou por fazer o 0-2 por Fidelis Irhene, que aproveitou uma sobra e, com grande sentido de oportunidade, bateu Stojkovic.

De nada valeu ao Leixões ter rematado mais (21 contra 12 do Mafra) e ter tido mais posse de bola (54%) e mais cantos (11 conta 2). A eficácia do adversário fez a diferença.

Jogo realizado no Estádio do Mar, em Matosinhos.

Leixões - Mafra, 0-2.

Ao intervalo: 0-1.

Marcador:

0-1, Okitokandjo, 25 minutos.

0-2, Fidelis Irhene, 81

Equipas:

- Leixões: Vladimir Stojkovic, Edu Machado, Brendon Lucas, João Pedro, Tiago André (Sapara, 46), Bruno Monteiro, Jota Garcês, Lucas Lopes (Nené, 46), Joca Samuel (Rui Pedro, 62), Jota Silva (Rafel Furlan, 46) e Harramiz (Yari Castro, 62).

(Suplentes: Tiago Silva, Diogo Gomes, Sapara, Rui Pedro, Pedro Pinto, Rafael Furlan, Nené, Wendel e Yair Castro).

Treinador: Tiago Fernandes.

- Mafra: Godinho, Campos, João Cunha, João Miguel, Gui Ferreira (Bruno, 46), Cuca, Camará, Carlos Daniel (Fidelis Ihrene, 76) Rodrigo Martins (Tomás Domingos, 65), Andrézinho (Wenderson, 59) e Okitokandjo (Gustavo Moura, 46).

(Suplentes: Carlos Henriques, Bruno, Fidelis Ihrene, Kaka, Lee, Wenderson, Tomás Domingos, Moura e Ismael).

Treinador: Filipe Cândido.

Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Bruno (77).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.