Olhanense-Leixões, 3-1: Algarvios consumam reviravolta

Nortenhos estiveram na frente mas acabaram por perder

Equipa de Bruno Baltazar saiu vitoriosa
• Foto: Filipe Farinha

O Olhanense venceu este domingo na receção ao Leixões, por 3-1, em jogo da 17.ª jornada da II Liga marcado pela reviravolta dos algarvios, graças a um início de segunda parte muito forte.

Rui Cardoso abriu o ativo para os forasteiros, aos 11 minutos, mas a equipa de Olhão empatou ainda antes do intervalo, por Tiago Barros (36), e virou o jogo com golos de Doudou Mangni (47) e Jorman Aguilar (56), já no segundo tempo.

A equipa de Olhão continua a recuperação na tabela desde a chegada do técnico Bruno Baltasar, com três vitórias e dois empates em cinco jogos, apesar de ainda ocupar o 22.º e último lugar, com 12 pontos, um a menos do que o adversário de hoje.

Com um relvado empapado devido à forte chuva que caiu no Algarve a impedir o bom futebol das duas equipas, foi o Leixões a sair por cima, aos 11 minutos, quando Rui Cardoso abriu a contagem, de pé esquerdo, após cruzamento de Vumbi.

André Salvador desperdiçou duas boas oportunidades para aumentar a diferença (14 e 25) e, à passagem da meia hora, já o Olhanense pressionava mais em cima do meio-campo adversário: Jorman Aguilar falhou o empate aos 28 minutos, mas Tiago Barros não desperdiçou aos 36.

Motivado pela igualdade, a reentrada do Olhanense após o intervalo acabou por ser decisiva: primeiro, Jorman Aguilar ofereceu o 2-1 a Doudou Mangni, que só teve de encostar para a baliza aberta (47), e depois Aguilar concluiu de cabeça, ao segundo poste, após centro de Coubronne (56).

O técnico do Leixões, Daniel Kenedy, rapidamente esgotou as substituições em busca de soluções, mas, até final, apesar de algumas jogadas de perigo da sua equipa, seria o Olhanense a desperdiçar as melhores ocasiões, por Galassi (65 e 66) e Aldair (79).

Jogo no Estádio José Arcanjo, em Olhão.

Olhanense-Leixões, 3-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcador:

0-1, Rui Cardoso, 11 minutos.

1-1, Tiago Barros, 36.

2-1, Doudou Mangni, 47.

3-1, Jorman Aguilar, 56.

Equipas:

- Olhanense: Evtimov, Coubronne, Gerevini, Tiago Duque, Kiki, Sori Mané, Tiago Barros, Galassi (Virga, 74), Doudou Mangni (Aldair, 64), Jorman Aguilar (Edgar Abreu, 74) e Salim Cissé.

(Suplentes: Ricci, Pedro Eira, Redolfi, Edgar Abreu, Aldair, Virga e Jorge Araújo).

Treinador: Bruno Baltazar.

- Leixões: Ricardo Moura, André Teixeira, João Freitas, Wellington, Vumbi, Bruno China, André Salvador (Bruno Lamas, 56), Rui Cardoso, Fatai (Chiquinho, 60), Malele (Gonçalo Gregório, 68) e Shihao Wei.

(Suplentes: Assis, Bruno Lamas, Chiquinho, Miguel, Abalo, Silvério e Gonçalo Gregório).

Treinador: Daniel Kenedy.

Árbitro: Luís Máximo (Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Salim Cissé (29), Edgar Abreu (87) e Vumbi (90+3).

Assistência: Cerca de 300 espectadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0