Os dois amores de Rogério Pipi

Ex-internacional jogou em ambos os clubes, por isso hoje à tarde estará com o coração dividido

• Foto: Fernando Ferreira

Rogério Pipi foi, seguramente, o jogador mais emblemático do Oriental. Curiosamente, fê-lo depois de 12 anos no Benfica que, admite, ser um dos clubes do coração. O outro, claro está, é o Oriental, e isso faz com que hoje esteja dividido. "Um foi o clube do meu bairro e o outro onde joguei praticamente toda a minha carreira. Não quero que o Benfica perca, nem que seja para a Taça da Liga, por isso espero que ao menos empatem. Vai ser difícil para o Oriental, pois de um lado está uma equipa cheia de craques", começa por referir o antigo avançado, hoje com 93 anos, recordando a sua passagem pelos marvilenses, que começou a meio da década de 50.

"No Benfica tinha um contrato que me permitia ir para o Oriental sem que o clube tivesse de pagar despesas pela mudança. E assim foi. Estive no clube durante quatro temporadas e lembro-me que resolvi muitos jogos. Estava em boa condição física, o que me permitia fazer alguma diferença. A melhor lembrança que tenho foi quando subimos à 1ª Divisão, em 1955/56, salvo erro", recorda a Record, e bem, Rogério Pipi.

Defrontar o Benfica? Não!

Nessa altura, o ex-internacional português tinha prometido a si mesmo não defrontar o clube do seu coração. "Disse logo que nunca iria jogar contra o Benfica. Meti isso na cabeça, mas o meus colegas de equipa fizeram-me um ultimato: disseram-me que se eu não mudasse a minha ideia, eles também não entravam em campo. Eu respondi que não ia para lá fazer nada. Mas fui e empatámos 1-1", conta Rogério Pipi, que começou no Chelas FC e passou ainda pelo Botafogo (Brasil).

Elogios a José Nabais

O Oriental foi fundado formalmente a 8 de agosto de 1946, resultando da fusão de Chelas Futebol Clube, Marvilense Futebol Clube e Grupo Desportivo ‘Os Fósforos’, e hoje é presidido por José Nabais, que na época 2010/11 decidiu homenagear Rogério Pipi. E esse é um momento que o antigo avançado não esquece.

"Lembro-me e só tenho de agradecer ao presidente, que conheço pessoalmente. O Oriental está nos últimos lugares, mas tenho esperança que recupere na tabela. Obteve sete pontos em nove possíveis nas últimas três jornadas? Então pode ser que sim... Tenho grande consideração por José Nabais, uma pessoa muito dedicada. Tem sido um bom presidente e espero que, depois de subir o clube à 2ª Liga, o consiga levar à 1ª", acrescenta Rogério Pipi, cheio de esperança. 

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.