Penafiel-Académica, 0-0: Equilíbrio ditou empate justo

Nulo mantém as duas equipas na segunda metade da tabela

• Foto: Hélder Santos

O Penafiel, em inferioridade numérica desde os 73 minutos, e a Académica empataram este sábado sem golos, num jogo da oitava jornada da 2.ª Liga, que valeu pela segunda parte.

O nulo ajusta-se e conjuga o maior número de oportunidades no jogo do Penafiel, a jogar em casa, aos mais flagrantes lances da Académica, sobretudo nos minutos finais, incluindo uma bola no ferro da baliza de Ivo Gonçalves, numa fase em que os locais estavam reduzidos a 10, por expulsão de Gleison, por acumulação de amarelos, aos 73 minutos.

A primeira parte foi equilibrada, ainda assim com ligeiro ascendente do Penafiel, mas escassearam os lances junto das balizas, muito por ação dos dois meios campos, o que fez com que as ações mais perigosas resultassem de ações individuais.

Zé Gomes, para o Penafiel, e Ki, pela Académica, protagonizaram os lances de ataque das suas equipas neste período, bem mais monótono do que a segunda parte, em que o as equipas foram mais intensas no seu jogo e o perigo rondou mais as duas balizas.

Tozé Marreco, um dos mais perdulários, podia ter marcado para os estudantes aos 56 minutos, mas, só com o guarda-redes pela frente, esforçou-se mais em procurar ganhar grande penalidade do que em tentar fazer golo.

As duas equipas eram mais rápidas sobre a bola e alternavam o domínio do jogo e, também, as oportunidades, seguindo-se dois lances de perigo para o Penafiel, com Fábio Abreu, primeiro a chegar ligeiramente atrasado a um centro, e, mais tarde, Rafa, a cabecear para uma boa intervenção de Ricardo Ribeiro.

Na continuação deste lance, aos 73 minutos, Gleison teve uma entrada imprudente sobre um jogador da Académica e viu o segundo cartão amarelo, deixando a equipa em inferioridade face a um adversário que se adiantou no terreno, colocou mais pressão sobre o portador da bola e que, no final, quase acabou premiado.

Aos 85 minutos, Djousse ganhou, sem contar, a bola nas costas da defesa do Penafiel, mas o remate foi travado por uma grande intervenção de Ivo Gonçalves, que nada poderia ter feito já em período de descontos, quando Ricardo Dias acertou no ferro da sua baliza, na sequência de um canto.

Com este empate, o segundo consecutivo desde que Armando Evangelista assumiu o comando técnico, o Penafiel passou a somar 10 pontos, menos um do que a Académica, as duas equipas na metade inferior da classificação.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.

Penafiel - Académica, 0-0.

Equipas:

- Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi, João Paulo, Luís Pedro, José Gomes, Romeu Ribeiro (Tiago Ronaldo, 90'), Rafa Sousa, Ludovic, Gustavo (Caetano, 60'), Gleison e Fábio Abreu (Fábio Fortes, 77').

(Suplentes: José Costa, Luís Dias, Paulo Bessa, Tiago Ronaldo, Vasco Braga, Caetano e Fábio Fortes).

Treinador: Armando Evangelista.

- Académica: Ricardo Ribeiro, Mike, João Real, Yuri, Nélson Pedroso, Ricardo Dias, Ki (Guima, 46'), Zé Tiago (Harramiz, 30'), Chiquinho (Djoussé, 78'), Femi Balogun e Tozé Marreco.

(Suplentes: Guilherme, Pedro Empis, Brendon, Guima, Marinho, Harramiz e Djoussé).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: João Malheiro Pinto (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Gleison (23' e 73'), Ricardo Dias (39'), Ki (45'), Tozé Marreco (56'), Mike (65'), Guima (86') e Romeu Ribeiro (88'). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Gleison (73').

Assistência: 608 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0