Penafiel-Leixões, 1-0: golo polémico logo a abrir fez a diferença

Ronaldo Tavares decidiu o encontro que abriu a 11.ª jornada da 2.ª Liga

• Foto: Carlos Gonçalves

O Penafiel venceu esta sexta-feira na receção ao Leixões, por 1-0, e ascendeu, provisoriamente, ao quinto lugar da 2.ª Liga, na abertura da 11.ª jornada, num jogo decidido por Ronaldo Tavares.

O avançado dos rubro-negros marcou o único golo do encontro aos três minutos, garantindo três justos pontos que colocam o Penafiel, por agora, no quinto lugar, com os mesmos 18 pontos do Feirense, quarto, com menos um jogo, enquanto o Leixões, sem ganhar desde o início de novembro, continua no último terço, próximo dos lugares de descida, com nove pontos.

O jogo começou com um ataque perigoso do Penafiel protagonizado por Wagner, aos dois minutos, e serviu de mote ao golo inaugural, no minuto seguinte, em mais uma incursão do extremo brasileiro.

Wagner surgiu mais uma vez solto nas costas da defesa do Leixões, com a diferença de ter procurado a assistência em vez de tentar o remate, para uma conclusão fácil de Ronaldo Tavares, ao meio, com muitos protestos dos matosinhenses por alegado fora de jogo no início da jogada.

O tento madrugador condicionou as estratégias dos técnicos, mas, em rigor, o Leixões, com um futebol demasiado lateralizado, lento e sem progressão, nunca conseguiu reagir à desvantagem e criar perigo, tão pouco ajustou os posicionamentos à saída rápida e simples do Penafiel, valendo, de novo, o internacional Beto, aos 17 minutos, a negar o 'bis' a Ronaldo Tavares.

O experiente guarda-redes do Leixões voltou a ser determinante no arranque do segundo tempo, aos 48 minutos, ao ganhar o 'duelo' a Wagner, que voltou a aparecer perigosamente em zona de finalização aos 53.

João Eusébio foi ao banco e colocou no jogo Wallyson, para organizar a construção de jogo, Joca, para dar velocidade nos corredores, e Rui Pedro, que se juntou a Nenê no ataque, e o Leixões ganhou, finalmente, outra dinâmica e, sobretudo, capacidade para queimar linhas e acercar-se da baliza contrária.

Apesar de acentuar o seu domínio no jogo, o Leixões só por uma vez podia ter marcado, por Brendon, aos 79 minutos, enquanto o Penafiel, que nunca se sentiu desconfortável tendo menos bola, foi sempre mais perigoso, ameaçando marcar por Ronaldo Tavares (aos 63 minutos) e Gustavo Henrique (90).

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.

Penafiel - Leixões, 1-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Ronaldo Tavares, 3 minutos.

Equipas:

- Penafiel: Luís Ribeiro, Capela, David Santos, Paulo Henrique, Pedro Coronas, João Amorim (Júnior Franco, 70), Vasco Braga, Simãozinho, Bruno César (Gustavo Henrique, 87), Ronaldo Tavares (Ludovic, 64) e Wagner.

Suplentes: Filipe Ferreira, Vitinha, Cassiano, Leandro Teixeira, Rafa Sousa, Júnior Franco, Pedro Prazeres, Ludovic e Gustavo Henrique.

Treinador: Pedro Ribeiro.

- Leixões: Beto, Edu Machado (Rui Pedro, 54), Pedro Pinto, Brendon, Moustapha Seck (Rafael Furlan, 19), Bruno Monteiro, Jefferson Encada, Jota Garcês (Joca, 54), Paulo Machado (Wallyson, 54), Kiki (Jota Silva, 74) e Nenê.

Suplentes: Tiago Silva, Anton Rucker, Rafael Furlan, Joca, Wallyson, Rodrigo, Jota Silva, Belkheir e Rui Pedro.

Treinador: João Eusébio.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Jota Garcês (10), Ronaldo Tavares (41), Bruno Monteiro (43), Kiki (52), Rui Pedro (58), Vasco Braga (75), Simãozinho (77) e Brendon (90+3).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.