Real-Nacional, 2-4: Vitória dá liderança

Partida em atraso da 27.ª jornada

• Foto: Hélder Santos

O Nacional assumiu esta quarta-feira a liderança da 2.ª Liga, com uma vitória no terreno do Real, por 4-2, com 'bis' de Ricardo Gomes, em partida em atraso da 27.ª jornada.

Num encontro em que o Nacional chegou ao intervalo a vencer por 1-0 e permitiu ao Real a reviravolta momentânea no início da segunda parte, o avançado cabo-verdiano destacou-se no triunfo da equipa madeirense, fixando-se como o segundo melhor marcador da prova, com 15 golos, menos dois do que o Carlos Vinícius, que hoje ficou em branco.

O domínio claro e absoluto da equipa madeirense na etapa inicial resultou na obtenção do primeiro golo, aos 14 minutos. Na sequência de um pontapé de canto marcado na esquerda por Murilo Souza, Ricardo Gomes surgiu no 'coração' da área a inaugurar a contagem.

O Real não conseguia ter a bola, tal a 'teia' nacionalista montada na zona intermediária, e o seu primeiro e único remate ocorreu apenas aos 37 minutos, na marcação de um livre direto em que Diogo Coelho atirou por cima da barra - muito pouco para quem ainda sonha em escapar à descida.

No segundo tempo, Alexandre Santos, treinador da equipa do concelho de Sintra, tentou dar mais consistência ao seu meio-campo, com as entradas do sul-africano Thabo Cele e Carlitos, e o primeiro restabeleceu o empate, aos 51 minutos, após uma 'tabelinha' com Carlos Vinícius, nomeado como o melhor jogador do mês de fevereiro da 2.ª Liga.

Dois minutos após o empate, foi a vez de Marcelo Lopes, numa eficaz 'diagonal', apontar o segundo golo e dar a volta ao marcador, mas a vantagem do Real durou pouco tempo.

Aos 61 minutos, o Nacional logrou o empate, através do central Diogo Coelho, após um canto apontado na esquerda por Vítor Gonçalves, e operou nova reviravolta aos 66, quando o avançado brasileiro Murilo Souza bateu Luís Ribeiro numa magnífica execução de livre direto a cerca de 25 metros da baliza.

O conjunto anfitrião acusou o golo, embora nunca tenha desistido, de lutar para evitar a derrota, mas o Nacional, mais pragmático e eficaz, fechou a contagem para 4-2 aos 87 minutos, novamente por Ricardo Gomes, a aproveitar um toque de cabeça do defesa Elízio após marcação de mais um pontapé de canto.

Com a quarta vitórias nos últimos cinco jogos, o Nacional assumiu o comando do campeonato, a par do Penafiel, enquanto o Real acabou por somar a sua 18.ª derrota, mantendo-se na cauda da tabela.

Jogo disputado no Complexo do Real Sport Clube, em Massamá.

Real-Nacional: 2-4.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Ricardo Gomes, 14 minutos.

1-1, Thabo Cele, 51.

2-1, Marcelo Lopes, 53.

2-2, Diogo Coelho, 61.

2-3, Murilo Souza, 66.

2-4, Ricardo Gomes, 87.

Equipas:

Real: Luís Ribeiro, Paulinho, Eduardo Mendes, Paulo Monteiro, Diogo Coelho (Gildo, 72), Fokobo (Carlitos, 46), Cazonatti, Tiago Morgado, Marcelo Lopes (Thabo Cele, 46), Jefferson Nem e Carlos Vinícius.
Suplentes: Patrick Costinha, Vasco Coelho, Carlitos, Gildo, Thabo Cele, Abdoulaye e Brash.
Treinador: Alexandre Santos.

Nacional: Daniel Guimarães, Nuno Campos, Diogo Coelho, Felipe Lopes, Elízio, Christian, Vítor Gonçalves (Diego Barcelos, 86), Jota Garcês (Mateus Silva, 77), João Camacho, Murilo Souza e Ricardo Gomes (Diego Medeiros, 90).
Suplentes: Framelin, Mauro Cerqueira, Diego Barcelos, Júlio César, Bryan Róchez, Diego Medeiros e Mateus Silva.
Treinador: Costinha.

Árbitro: João Malheiro Pinto (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para João Camacho (37 minutos), Jota Garcês (43), Eduardo Mendes (64), Thabo Cele, 72) e Tiago Morgado (80).

Assistência: cerca de 500 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas