Ricardo Chéu: «A nossa forma de jogar permite discutir todos os jogos»

Mau tempo sentido na Madeira condicionou a preparação dos unionistas

• Foto: Hélder Santos

Na memória do grupo de trabalho do União está ainda a igualdade consentida frente ao Guimarães B, pois o resultado final (1-1) soube a pouco. O mau tempo que se tem feito sentir na Madeira condicionou a preparação para a visita ao Penafiel. Mesmo assim, Ricardo Chéu acredita que é possível garantir os pontos suficientes para os madeirenses permanecerem na 2ª Liga.

"Esta semana não foi o que idealizámos face às condições do tempo, que veio condicionar muito o trabalho semanal. Aproveitámos a semana para apelar à união do grupo, que tem sido uma imagem de marca da equipa. Sabemos que estas condições podem estar no dia do jogo em Penafiel e por isso os treinos aqui realizados também foram importantes nesse sentido", começou por afirmar o técnico dos azuis e amarelos.

Questionado se é mais fácil jogar contra os primeiros classificados e por isso os resultados obtidos nessas partidas, o treinador unionista foi claro: "As equipas que jogam na parte superior da tabela classificativa, se calhar jogam mais abertos, o que só traz benefícios ao futebol e a esta Liga. Nós também gostamos de jogar o jogo pelo jogo, por isso se calhar tem sido mais fácil jogar contra os primeiros pois arriscam mais. Mesmo com as equipas que jogam mais fechadas, também estamos preparados para tal, pois a nossa forma de jogar é bastante abrangente".

"Vamos apanhar um adversário extremamente difícil, que tem vindo a conseguir óptimos resultados. Quem viu a nossa equipa empatar no último jogo, ficou com a ideia que o União joga com muita qualidade, que cria muitas oportunidades e que jogou contra a equipa que mais pontos fez nos últimos 10 jogos. Fomos capazes de contrariar o favoritismo deles e só um lance em que o vento condicionou, nos levou a não conseguir os 3 pontos", recordou.

Sobre o seu trabalho à frente da equipa, Ricardo Chéu, relembra os resultados já conseguidos: "As pessoas querem resultados imediatos. O União tem 27 jogos disputados e quando cheguei tinha 17, somando mais um jogo que os adversários e estava numa posição muito delicada. Agora, saímos da zona de descida e fazemos uma média de 1.5 pontos por jornadas, contrariando o que era feito. Dando continuidade a esta média, de certeza que vamos conseguir ficar na 2ª Liga. Não pensamos de outra forma, pensando sempre no próximo jogo que é o mais importante".

André Carvalhas e Sylla em dúvida

Esta semana, em termos clínicos, teve mais dois atletas lesionados: André Carvalhas e Sylla. "Existem alguns jogadores condicionados e em dúvida como é o caso do André Carvalhas e do Sylla, vamos ver se podem ou não jogar. Mas face ao que temos vindo a fazer, sei que podemos trocar 3 ou 4 jogadores, que a equipa dá uma boa resposta. Esta competitividade mostra até alguns jogadores que nem eram opção e até despertam as atenções de outras equipas", finalizou.

Por João Manuel Fernandes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.