Vilafranquense-Sp. Covilhã, 2-2: Leo Cá garante ponto aos serranos no último suspiro

Equipa de José Bizarro jogou com 10 homens mais de meia hora

• Foto: Vilafranquense

Um golo de Leo Cá, no último minuto de descontos, permitiu hoje ao Sporting da Covilhã empatar 2-2 em casa do Vilafranquense, em jogo da 23.ª jornada da II Liga de futebol.

O Vilafranquense esteve perto de voltar às vitórias, depois de se ter adiantado duas vezes no marcador, com golos de Kady Borges (09 minutos) e de André Claro (76), mas, mesmo depois de ter atuado com mais uma unidade grande parte do segundo período - expulsão de Bernardo Martins, aos 55 -, não conseguiu segurar o triunfo, tendo Leo Cá anotado o golo do 2-2 final aos 90+5, enquanto Gleison, aos 15, tinha feito a primeira igualdade.

Os ribatejanos entraram melhor e adiantaram-se logo aos nove minutos, através de um grande golo de Kady Borges, mas essa vantagem durou pouco tempo, já que os serranos igualaram aos 15 minutos, por Gleison, já depois de Gilberto, melhor marcador do Covilhã com sete golos, ter falhado um penálti, permitindo a defesa de Tiago Martins com as pernas.

Na segunda parte, os forasteiros entraram a controlar, mas a expulsão de Bernardo Martins, aos 55, veio a criar dificuldades à formação beirã.

Apesar de o Vilafranquense sentir dificuldades para se impor, uma boa iniciativa de Jefferson pela direita, que centrou para a entrada da área, permitiu a André Claro rematar de forma vitoriosa e recolocar os ribatejanos em vantagem, aos 76.

O Covilhã acreditou sempre e, no último lance da partida, numa grande desconcentração do Vilafranquense, Leo Cá restabeleceu a igualdade.

Jogo no Estádio Municipal de Rio Maior.

Vilafranquense - Sp. Covilhã, 2-2.

Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:

1-0, Kady Borges, 9 minutos.

1-1, Gleison, 15.

2-1, André Claro, 76.

2-2, Leo Cá, 90+5.

Equipas:

Vilafranquense: Tiago Martins, Marcos Vinicius, Sparagna (Diogo Izata, 75), Diogo Coelho, Marco Grilo (Eric Veiga, 75), Jefferson, Leo Cordeiro, Diogo Pinto (Gonçalo Santos, 88), Kady Borges, Mbombo (André Claro, 65) e Evandro Brandão.

(Suplentes: Bruno Ferreira, Diogo Izata, Carlos Fortes, Gonçalo Santos, Vitinho, Eric Veiga, André Claro, André Dias e Ruben Gonçalves).

Treinador: João Tralhão.

- Sporting da Covilhã: Leo Navacchio, Tiago Moreira, André Almeida (Filipe Macedo, 80), Jaime Simões, David Santos, Gilberto (João Cardoso, 80), Filipe Cardoso, Jean Filipe (N´Dao Lamine, 81), Bernardo Martins, Deivison Borges (Enoh, 44) e Gleison (Leo Cá, 75).

(Suplentes: Igor, Felipe Macedo, Areias, João Cardoso, Joel Vital, N´Dao Lamine, Leo Cá, Wendell e Enoh).

Treinador: José Bizarro

Árbitro: Gustavo Correia (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sparagna (28), Filipe Cardoso (45+1), André Almeida (80) e Evandro Brandão (90+4). Cartão vermelho direto para Bernardo Martins (55), Deivison Borges (90+5) e André Claro (90+6).

Assistência: jogo realizado à porta fechada devido à pandemia covid-19.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas