Ivo Vieira: «Gosto de correr riscos e os jogadores têm de sentir isso na pele»

Novo treinador não esconde ambição

• Foto: Facebook do Estoril-Praia

O novo treinador do Estoril, Ivo Vieira, assegurou esta terça-feira que vai encarar todos os encontros com o pensamento de somar vitórias na Liga, confessando também a necessidade de repor a confiança nos seus atletas.

"Nas minhas mãos o Estoril vai jogar todos os jogos para ganhar. Sou um treinador que gosta de correr riscos e os jogadores têm de sentir isso na pele, encontrando dificuldades, mas penso que com este tipo de mentalidade, desempenho e ideia de jogo vamos estar mais perto disso", começou por explicar o agora treinador do último classificado do campeonato.

Em conferência de imprensa realizada no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, e na sua primeira aparição como líder da equipa, Ivo Vieira conta apenas com dois treinos na Amoreira, tempo insuficiente e prematuro para dizer o que falta realmente à equipa, garantindo, ainda assim, que existem "bons valores e muita qualidade no plantel", apesar de reconhecer que os "índices de confiança" dos futebolistas não são os ideais.

O técnico madeirense desvinculou-se da Académica, que compete na 2.ª Liga, para abraçar o projeto mais "aliciante" da carreira e justificou o regresso a um campeonato onde já orientou clubes como o Marítimo e o Nacional.

"[O Estoril] É um clube que milita na primeira liga e queremos sempre dar um passo em frente. É o próximo e tenho que considerar que é o mais aliciante. Todos nós procuramos o melhor para as nossas vidas", argumentou.

Contudo, o técnico dos canarinhos não se desvia da principal meta que tem pela frente, o de retirar o Estoril do último lugar da tabela, e consequentemente colocar um ponto final na série de 10 desaires consecutivos.

"A principal necessidade é tirar o Estoril desta situação em que está. Temos de procurar ser melhores e é isso é um trabalho mental. Este é um lugar que o Estoril não pode estar a ocupar neste momento. É esse o primeiro passo", referiu.

Ivo Vieira apanhou a antiga equipa de Pedro Emanuel com a pior defesa da Liga, com 26 golos sofridos, e o segundo pior ataque, com apenas oito marcados. Contudo, o novo treinador já sabe como inverter a situação.

"Gosto de uma equipa com pedal, andamento, com muita gente na frente e forte nos duelos. É bom haver essa agressividade no bom sentido", terminou.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Estoril

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0