Record

Daniel Ramos deixa comando técnico

Contrato do treinador terminava no final desta época

• Foto: Simão Freitas
Daniel Ramos já não é treinador do Famalicão, clube da Segunda Liga, anunciou esta terça-feira o próprio em conferência de imprensa na presença do presidente do emblema, que para já não apontou possíveis sucessores.

O técnico chegou ao Famalicão na época 2013/14, tendo disputado nessa temporada e na seguinte o Campeonato de Portugal, escalão do qual ascendeu em 2015/16 para a Segunda Liga.

O contrato do treinador, que também já passou por clubes como o Moreirense, o Desportivo de Chaves, o Vizela, o Trofense e o Gondomar, entre outros, terminava este ano, época em que deixou o clube no sexto lugar com 72 pontos.

"Fizemos dois anos e quatro meses excecionais. Tudo o que foram objetivos desde a minha chegada até à saída foram sempre conseguidos", referiu esta terça-feira Daniel Ramos, apontando que a decisão de sair foi "muito difícil", mas "é o melhor" para si e para o clube.

Os responsáveis pelo Famalicão - clube que ascendeu aos campeonatos profissionais na época que agora termina, 19 anos depois da sua última passagem - sempre apontaram a manutenção na II Liga como principal objetivo para este ano, meta alcançada a 14 jornadas do fim, tendo o clube estado inclusive em lugares de subida.

Na despedida, Daniel Ramos lembrou os vários elementos do clube, nomeadamente a direção e os atletas, mas também os vários departamentos do emblema, bem como os sócios e simpatizantes e garantiu estar "feliz pelo percurso realizado" e com "sentimento de missão cumprida".

"Aquilo que desejo sinceramente é que um dia possa regressar a este clube e que o apanhe melhor ainda do que neste momento estou a deixar", disse o treinador.

Já o presidente do Famalicão, Jorge Silva, que acompanhou Daniel Ramos nesta conferência de imprensa, considerou que o técnico é "um profissional que não será facilmente substituído".

"Um homem de elevadíssimos valores, grande caráter, grande humildade. Disse que gostava de regressar um dia. Tenho a certeza absoluta de que vai voltar com um portão escancarado", referiu Jorge Silva.

O clube famalicense não adiantou para já qualquer pormenor sobre quem irá comandar a equipa na próxima temporada.
Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Famalicão

Notícias

Notícias Mais Vistas

M