Sérgio Vieira espera adversário "forte e bem organizado" em Viseu

Algarvios nunca ganharam no reduto do Académico

O Farense, colocado nos lugares de subida da 2.ª Liga, tem este sábado exigente teste em Viseu e o treinador Sérgio Vieira espera encontrar um Académico "forte e bem organizado".

"Empataram recentemente com o Feirense e com o Benfica B e contam com um fator importante: têm uma base que vem da época passada, incluindo o treinador, e rotinas adquiridas, estando, nesses domínios, à frente de adversários ainda em construção e evolução", explica Sérgio Vieira.

O treinador do Farense promete "uma equipa determinada e rigorosa, com o foco na conquista dos três pontos, sabendo sempre que, na 2.ª Liga, todos os jogos são extraordinariamente difíceis".

Sérgio Vieira sabe que a equipa contará com um forte apoio no Fontelo. "Tanto em casa como fora temos sentido a presença dos adeptos, que acreditam na equipa e estão presentes de forma determinada, transmitindo um calor enorme para dentro do campo", assinala o treinador, que manifesta "gratidão por esse apoio, louvando, ao mesmo tempo, o sacrifício e o empenho dos adeptos".

O defesa-esquerdo Sualehe, emprestado pelo Vitória de Guimarães, afina pelo mesmo diapasão do seu treinador: "Não há jogos fáceis e todos os adversários, neste campeonato, são muito complicados, ainda mais fora, mas estamos prontos e queremos, como tem vindo a suceder, dar mais uma vez uma boa resposta em campo".

Por sua vez o escocês Ryan Gauld, em declarações ao Magazine da Liga, mostrou o desejo de representar a seleção principal do seu país. "Há muitos e bons jogadores para a minha posição mas o sonho de qualquer futebolista passa por vestir a camisola do seu país e sei que se fizer um bom campeonato, com muitos minutos em campo e bom rendimento, essa porta poderá abrir-se", referiu o médio.

Depois de vários anos ligado ao Sporting, Ryan Gauld é agora jogador do Farense e sente-se "mais confortável por ter terminado um ciclo muito grande de empréstimos". O Farense "foi uma escolha óbvia, pois passei aqui seis meses muito bons, na primeira metade da época passada, e gosto muito do clube, da cidade, dos adeptos..."

Gauld lembra o papel do CEO do Farense, André Geraldes, na sua vinda a título definitivo para o Farense. "Ele foi muito importante, pois conhece bem as pessoas do Sporting e isso acabou por tornar tudo mais fácil", garante o médio escocês.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Farense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.