Bolas paradas voltaram a ser decisivas

"Temos de ser fortes nesse momento", indica Filipe Rocha

• Foto: Hugo Monteiro

A bola sai pela linha de fundo. Canto para o Feirense. Golo! Foi assim colorida a vitória do Feirense, no último sábado, perante o FC Porto B. Uma vez mais, os fogaceiros usaram as bolas paradas para alcançar uma vitória.

Filipe Rocha abordou a estratégia específica para os cantos ofensivos no jogo com os dragões e a importância de fazer valer os momentos de bola parada.

"Nós analisámos o adversário, identificámos uma série de bloqueios, decidimos atacar um espaço de zona mais largo que o normal e conseguimos concretizar. Se queremos ser das melhores equipas da 2° Liga, temos de ser fortes nesse momento", explicou o técnico no final da partida.

Para além dos pontapés de canto, recorde-se, por exemplo, que os de Santa Maria da Feira carimbaram recentemente o triunfo sobre o Estoril através de um penáti e já bateram Chaves e Sp. Covilhã com golos de livre direto.

Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Feirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.