Liga pede inquérito à SAD do Feirense por alegada ligação a casa de aposta em África

Organismo vai solicitar, "no imediato", intervenção do Conselho de Disciplina da FPF

Kunle Soname assumiu a presidência da SAD do Feirense em abril de 2016
Kunle Soname assumiu a presidência da SAD do Feirense em abril de 2016

O jornal Público noticia esta segunda-feira um cenário de incompatibilidade na SAD do Feirense relacionada com o facto de o presidente, Kunle Soname, ser dono da "Bet9ja, uma das mais conhecidas plataformas africanas de apostas desportivas online".

"Em Outubro de 2015 adquiriu 70% da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Feirense (II Liga), assumindo pouco depois o controlo do futebol profissional. Isto apesar de a lei portuguesa proibir expressamente, desde 2017, que elementos ligados a empresas de apostas desempenhem cargos de administração ou gestão em sociedades desportivas", escreve o mesmo jornal.

A Liga já reagiu à notícia e garante, em comunicado, "não ter conhecimento que qualquer membro dos Órgãos Sociais da SAD do CD Feirense seja proprietário de uma casa de apostas na Nigéria ou noutro lugar". O organismo que gere as competições profissionais em Portugal decidiu, no entanto, "solicitar, de imediato, ao Conselho de Disciplina da FPF a abertura de um processo de inquérito para averiguar se existe qualquer matéria relevante do ponto de vista disciplinar."

Leia o comunicado da Liga na íntegra: 

"Confrontada com a notícia do jornal Público, na edição desta segunda-feira, dia 3 de agosto de 2020, a Liga Portugal informa não ter conhecimento que qualquer membro dos Órgãos Sociais da SAD do CD Feirense seja proprietário de uma casa de apostas na Nigéria ou noutro lugar.

Mais esclarece a Liga Portugal que o CD Feirense, segundo as participações qualificadas nas Sociedades Desportivas, publicadas nos termos da Lei no site da Liga Portugal, declarou que a sua SAD pertence em 29, 82% ao clube fundador e 70 % é da Travistock Global Resource, Lda., empresa cujo capital é dividido em duas parcelas. Uma de 80% é detida pelo Sr. Adebayo Tejuoso, e os restantes 20% pelo Sr. Fuad Akinsanuya, segundo a certidão entregue pelo CD Feirense, para os efeitos no disposto do ponto 5 dos Critérios Legais dos Pressupostos de Natureza Financeira, para a época 2020-21.

Neste âmbito, e por desconhecer a existência de qualquer tipo de incompatibilidade associada a qualquer órgão social da administração da SAD, a Liga Portugal irá solicitar, de imediato, ao Conselho de Disciplina da FPF a abertura de um processo de inquérito para averiguar se existe qualquer matéria relevante do ponto de vista disciplinar."

Por Record
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Feirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.